Pub

marcelo brava

Demorou apenas 5 horas a visita que ontem, quarta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa e Jorge Carlos Fonseca efectuaram ontem à ilha Brava, mas foi suficiente para conquistar o coração do presidente português, que abre a possibilidade de regressar à ilha das Flores em breve... para passar férias.

A visita à Brava foi resposta a um convite feito há já algum tempo pelo Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, que tem costela bravense, e que definiu para Marcelo como sendo a ilha das Flores, de Eugénio Tavares, da morna, de Djedjinho, Vuca Pinheiro, Sãozinha Fonseca, Sena Barcelos, e ainda existem indícios que seja também do Almirante Reis.

Não cingindo somente a estas figuras, Jorge Carlos Fonseca, disse a mesma fonte, “falava da ilha como sendo a mais linda, mais verde, mais calma, com pessoas afectuosas e calorosas e mais fresca”.

Entretanto, não obstante a imagem que já possuía, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou que ao fazer o trajecto Fogo – Brava num mar calmo, chegar no cais da Furna e ser recebido com música de Eugénio Tavares e de uma forma “tão calorosa”, começou a confirmar o que tinha ouvido.

Mas, chegando em Nova Sintra, acabou por perceber o nome. Porque, em Portugal há uma vila chamada Sintra, e de facto, caracteriza-se pelo verde, pelas flores, e ao entrar na avenida na Vila de Nova Sintra, o mesmo garantiu que, “com respeito” pelo resto de Cabo Verde, “não lembra” de ter visto “tantas flores, as árvores, a temperatura amena, o espírito caloroso das pessoas”, que considerou como sendo “exactamente” o que se sente ao chegar em Sintra, Portugal.

Após completar todos os trajectos, a música, o almoço, a degustação de produtos típicos da ilha, acabou por desafiar o Presidente da República de Cabo Verde a restaurar a casa dos seus familiares na ilha, propondo-lhe uma parceria, o que seria um sinal de amizade luso-cabo-verdiana.

Feita a restauração, mais tarde, “sem compromissos”, pode haver a possibilidade de passarem umas duas semanas de férias na casa, para escutar com tranquilidade as histórias e as vivências de Jorge Carlos Fonseca na Brava durante a sua infância, adolescência e juventude.

Aliás, histórias estas que também lhe desafiaram a escrever, como forma de dar a conhecer os cabo-verdianos e os bravenses um registo daquilo que foi a sua vivência.

Já Jorge Carlos Fonseca, diz esperar que essa visita seja “mais um sinal e mais um elemento”, para que a ilha seja “mais acarinhada” e seja vista com mais atenção por todos, desde o Presidente aos governantes, e outras autoridades.

Pois, “uma ilha de gente tão ilustre, não pode ser esquecida, acantonada, tem que estar cada vez mais integrada no todo nacional, pois merece por mil e uma razão”, considerou.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Migueis 13-06-2019 17:31
O homem que representa a revolução permante esta sempre presente e esta atrás do presidente de Portugal espelhando o seu sorriso amarelo. Julgo que aquilo que diziam antes, quer ele quer o zona do entao Gov Portugues era tudo falso ? Agora estamos vendo as pessoas......
Responder
0 # Daniel Carvalho 13-06-2019 16:13
Isto da para ver o tipo de dirigemeeemtes que temos.
Responder