Pub

juliao varela

Julião  Varela reagiu hoje à tarde às afirmações de José Sanches que - publicadas por Santiago Magazine em texto integral - segundo as quais houve redução do número de militantes com direito a voto, tendo considerado as eleições directas para a escolha do novo presidente do PAICV como sendo "uma farsa".

Em declaração à Radio de Cabo Verde (RCV) o Secretário-Geral do PAICV apelou à busca de consensos, na diferença, para o bem do partido.Isto a propósito das eleições internas que terão lugar no próximo dia 22 do corrente mês.

A página do partido tambarina no facebook faz referência a isso, destacando que Julião Varela assegurou que os Estatutos do Partido estão a ser rigorosamente observados.

Quanto às criticas de que houve redução do número de votantes Julião Varela afirma que tal não corresponde à verdade e explica que a diminuição do número de Delegados ao Congresso deve-se, simplesmente, a dificuldades de ordem financeira. "Vamos ter 243 Delegados a serem eleitos pelas estruturas de Base e temos, apenas, 121 membros que são natos e que não vão ser eleitos porque já são, por força dos Estatutos, Membros do Congresso. Por outro lado, há que dizer que a eleição da Presidente do Partido não vai ser feita no Congresso, mas sim, por todos os militantes", clarificou Varela.

 

Veja mais no Santiago Magazine:

Ponto de vista. Eleições Internas no PAICV e a Verdade I* (José Sanches)

Carta Aberta de JHA. Uma jovem mulher que escolheu Cabo Verde!

Ponto de vista. Tempo de arrepiar caminho (Josè Maria Neves)



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar