Pub

seca

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, garantiu esta quarta-feira que o Governo está preparado com um programa de mitigação e aumento da resiliência perante a eventualidade de mais um ano de seca e mau ano agrícola.

O chefe do executivo fez esta observação depois da reunião entre os presidentes das câmaras municipais e o Governo, evento que marcou o último dia da agenda dos membros do Governo à ilha de Boa Vista.

Aliás, segundo Ulisses Correia e Silva, este foi um dos temas discutidos entre os poderes local e central, que partilharam informações sobre o mau ano agrícola.

“(…) estamos convencidos que com esta boa parceria e fortes investimentos, poderemos ultrapassar as dificuldades”, disse o primeiro-ministro, indicando que estes planos estão relacionados com o emprego nas zonas rurais, pasto para os animais e mobilização da água.

“Estamos preparados para este ano e para o próximo ano mobilizando recursos e mobilizando os bons recursos que temos tido nos municípios”, reafirmou.

Ainda sobre o encontro com os autarcas, Ulisses Correia e Silva adiantou que foram discutidos “programas importantes”, como o Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA) e os fundos do turismo e do ambiente.

O PRRA é destinado ao reforço de investimentos em todos os conselhos na requalificação urbana e ambiental, o Fundo Turismo financia programas para que cada município tenha condições de se posicionar como destino turístico, e o Fundo do Ambiente apoia programas que visam melhorias das condições sanitárias.

Estas acções e intervenções nos diferentes municípios, segundo o primeiro-ministro, serão reforçadas para se chegar até ao final dos programas, em 2021, com elevado grau de execução.

O presidente da Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV) considerou o encontro mais um dos que o Governo vem tendo com as câmaras para ultrapassar os problemas da agenda, nomeadamente que têm a ver com o mau ano agrícola, confirmando também o estabelecimento de um plano de mitigação.

“Acertamos os projectos, fizemos balanços, projectamos novos passos, e isso tem sido muito bom porque todas as dificuldades encontradas para implementar os projectos são resolvidas aqui, através de acção concreta para melhorar o relacionamento e os resultados dos projectos”, avaliou.

O também presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago enalteceu essa troca de experiência, através de assertividade e complementaridade, e ainda a utilização de recursos entre as câmaras e os vários sectores do Governo.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+1 # Chibinho 15-10-2019 14:58
O Governo, através do MAA (Mau Ano Agrícola) já está a promover um mau ano agrícola. Basta ver que o combate aos gafanhotos resultou em perdas de muitas culturas em Milho Branco, Ribeirão Chiqueiro e até os parceiros do Ministro nessa desgraça vieram fazer um passeio ao Parlamento. Com o lagarto de cartucho que já tomou conta das culturas sem qualquer intervenção do Sr. MAA, pouca esperança terá o camponês.
Responder
+1 # Lurdes 10-10-2019 08:33
Passeata, regabofes, chintada, que doram fazer na Boa vista, nao ha nada de novo a um mês atrás foi feito a mesma parodia na praia, este governo gosta de promover parodia
Responder