Pub
Por: Carlos Cavaco

 djuba

O País precisa parar e pensar em silêncio durante pelo menos umas horas!

O problema de saúde nas Ilhas não se resolve com transportes, em especial quando se fala em barcos, como os recentes e habituais casos acontecidos na Brava, Maio, Boavista, Santo Antão e São Nicolau.

O transporte via marítima (aéreo) depende do estado do doente, e do estado do tempo.

O facto de estar um barco permanente nessas Ilhas, (dormir) não garante uma boa evacuação e muito menos garantir a vida do doente. E porquê?

Se as circunstâncias permitir que o doente seja evacuado via marítima, muitas vezes depende do estado dele, e do tempo(mar) que pode agravar a sua saúde de um lado, e já com mau tempo o barco pode nem sair do Porto.

Já com vento fresco, forte, designado de força grau 6/7/8 da escala Beaufort, nenhum desses Catamarans existentes conseguem navegar e garantir segurança! A Ilha do Maio tem aeroporto, mas se for de noite, nada resolvido, Boavista, São Nicolau, mesmo problema; falta de iluminação nas pistas.

Não podemos continuar a assistir e permitir que pessoas morrem por causa de um parto, ou de pequenas cirurgias, ou por falta de condições de internamento nas referidas Ilhas

Temos uma solução melhor e duradoura e mais eficaz que as evacuações via marítima ou aérea.

O Governo da República tem de procurar meios para construir Hospitais (como do Sal) nessas Ilhas de acordo as demandas e, é urgente, não só para os residentes. mas também que sirva aos nossos visitantes já que pretendemos ser um grande País Turístico. Naturalmente que Hospitais da Praia e São Vicente, continuarão como centrais, para casos mais complicados.

O dinheiro que se está a gastar com aluguer de aviões e de barcos nas evacuações, e muitas vezes mal sucedidas, pelas razões já referidas, acredito que vale a pena pensar na construção de Hospitais nessas ilhas, a longo prazo País sai a ganhar.

Que num futuro próximo, só ouviremos falar de evacuações para o estrangeiro devido as nossas limitações nacionais (falta e especialização, técnicos, equipamentos e mesmo laboratórios)

A saúde é a garante duma Nação. Temos de parar de andar constantemente (quase sempre) com a carroça à frente do boi.

Temos de ver as prioridades e as necessidades básicas do País.

O valor que se está a gastar(gastou) na construção do novo Banco Central, (BCV) cerca de 25 milhões de Euros, sem contar com a famosa derrapagem (está na moda) , pode chegar a 30 milhões de euros.( 3 milhões de contos)

Valor suficiente para construir nas referidas ilhas, Hospitais, e devidamente equipados.

A bem do País



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+1 # Carlos Fortes Lopes 19-03-2019 11:32
Excelente artigo. Todos os dias levanto da cama rogando a Deus que algum dos governantes(apontados pelo eleito para proteger o povo e trabalhar para o bem estar nacional) vejam alguma luz divina a lhes transmitir lições de como se governa um país, especialmente um como o nosso que vive de esmolas e remessa de emigrantes. Bem haja cabo-verdianos como este Patrício nosso que tem um visão progressiva para o país.
Responder
0 # Kaka Alfama 21-03-2019 23:25
Que tal se o Governo direciona-se o valor pretendido para o famoso mercado Campo Coco para ilha Brava
Responder
+1 # Manuel Miranda 19-03-2019 09:24
Gostei. Boa reflexao. Na verdade é bom pensar nesta opinião.
Responder