Pub

 MF

Um funcionário do Ministério das Finanças de Cabo Verde foi detido por indícios da prática de três crimes de agressão sexual sobre uma menor, com quem tem relação de parentesco, informou hoje o Ministério Público. Seu nome é Paulino Semedo Frederico e é técnico da Inspecção Geral de Finanças.

Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República (PGR) cabo-verdiana informou que o homem, de 42 anos, tinha sido detido para primeiro interrogatório judicial e foi-lhe aplicada as medidas de coação de termo de identidade e residência, interdição de saída do país e proibição de contactar a vítima.

"Inconformado", o Ministério Público referiu que interpôs recurso do despacho que aplicou as medidas referidas.

"Contudo, passado um mês e havendo informações de que o arguido teria violado a medida de proibição de contactar a ofendida, o Ministério Público realizou novas diligências de prova, ordenou nova detenção do arguido, para efeito de alteração das medidas de coação anteriormente aplicadas para a de prisão preventiva", informou a PGR.

A Procuradoria-Geral da República adiantou que o processo continua em investigação e encontra-se em segredo de justiça.

Com Lusa



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Nhu ratcham 27-01-2019 13:41
Oh pa deixem o meu amigo em paz. Sei que ele é homossexual mas não pedófelo.
Responder