Pub
Por: Carla dos Santos

tanque

Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos já foi alertada para o perigo de proliferação de doenças e já tem preparada uma campanha de limpeza em todo o concelho este fim de semana.

Um tanque nas imediações do concorrido mercado dos Órgãos, interior de Santiago, está a pôr em perigo a saúde pública no município. Além de exalar um cheiro horrível, o reservatório alberga água parada e suja que o torna no hospedeiro perfeito para os mosquitos que transmitem doenças como paludismo, zika ou dengue.

E com a agravante de estar localizado (perto do mercado dos Órgãos) numa zona que neste periodo de azágua, e com a chegada das chuvas, costuma receber semanalmente centenas de visitantes que procuram esse concelho do interior de Santiago para se refrescarem nas conhecidas cachoeiras.

Os moradores estão descontentes com a situação e já chegaram, inclusive, a informar a Câmara Municipal sobre aquilo que dizem ser “uma afronta e falta de consideração para quem mora nesta zona”.

Entretanto, coincidência ou não, a Câmara, que demora a agir sobre o referido tanque, programou para este fim de semana uma campanha de limpeza que irá abranger todas as localidades do concelho de São Lourenço dos Órgãos.

Serão dois dias, sábado, 2, e domingo, 3, de trabalho, envolvendo profissionais da autarquia, técnicos de saúde e voluntários. Sob o lema “Órgãos limpo saúde para todos”, a CM quer tornar o município mais limpo e sobretudo prevenir contra as doenças de origem hídrica como o paludismo e a dengue.

Segundo o vereador pela área do Ambiente, Moises Pereira Vaz, a limpeza vai abarcar todas as localidades do concelho, principalmente as consideradas mais críticas como Mercado, Órgãos Pequeno e zonas altas (Longueira, Boca Larga e Montanha). Vaz adianta ainda que os equipamentos já começaram a ser distribuídos e contam com a colaboração do serviço de Saúde, associações comunitárias e os munícipes.

O vereador revela que a edilidade tem em carteira um projecto denominado Educação e Comunicação para o Ambiente, que será financiado pelo Fundo do Ambiente. Esse projecto tem como linhas mestras a construção de casas de banho para as famílias carenciadas, e o melhoramento do sistema de drenagem de águas pluviais.

Carla dos Santos



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar