Pub

Jose Gonsalves

O ministro do Turismo, Transportes e Economia Marítima, José Gonçalves, efectuou no sábado, 24, uma visita aos Ilhéus Rombo, para conhecer as “riquezas e maravilhas” destas áreas classificadas como reserva natural integral.

Este é o primeiro membro do Governo a efectuar uma visita aos ilhéus Rombo, situados na região Fogo/Brava, tendo Gonçalves “registado”, com uma anilha de identificação que colocou no pássaro, uma das aves que nidificam nos ilhéus, o Rabo de Junco.

Este trabalho de identificação vem sendo feito pelo Projecto Vitó, que, segundo o coordenador Herculano Dinis, se trata do “bilhete de identidade” desses pássaros.

Segundo José Gonçalves, a visita, “há muito esperada”, veio “em muito em boa hora”, considerando que esteve “bem acompanhado” com o coordenador do Projecto Vitó, de elementos da Associação Biflores, agentes da Polícia Marítima e de técnicos que estão a trabalhar no processo de conservação e preservação dos ilhéus, que, segundo o mesmo, foi uma forma de “mostrar a importância que tem o meio ambiente”.

O governante efectuou uma visita ao ilhéu maior, observando a realidade de como vivem os pescadores que o frequentam, embora a ausência de pescadores no momento da visita.

Contudo, observou o local onde dormem, cozinham e fazem de tudo para ali permanecerem durante a faina, na procura do sustento da família, mesmo como a proibição de frequentarem o espaço, classificado como reserva natural integral.

Depois seguiu para o ilhéu menor, este constituído por mais de 20 praias balneares, cada uma com a sua particularidade, chegando a ter areia de duas cores, dando ali o caso de existirem praias bem próximas umas das outras em que uma é de areia preta e outra de areia branca.

Além disso, é neste ilhéu que se encontra identificado “o maior número” de ninhos de tartarugas e de outros pássaros e é aí, também, que estão acampados os técnicos do Projecto Vitó e da Associação Biflores.

Ante os factos, o ministro considerou que os ilhéus são “de facto uma maravilha”, onde pode-se ver espécies raras e lagartos que são peças de “extrema importância”, visto que se encontram “em vias de extinção”.

José Gonçalves disse ainda que teve oportunidade de presenciar “um grande cuidado e carinho para com o ambiente”, sobretudo pelas tartarugas, na vigilância dos ninhos.

Salientou ainda que ficou “impressionado” com o trabalho e o nível de qualidade do Projecto Vitó, enquanto trabalho científico ligado a uma rede internacional, e que o Governo “acarinha” e vai procurar formas de colaborar com o projecto, fazendo com que os seus projectos sejam “mais sustentáveis”.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # De praia Maria 25-08-2019 22:47
Quem custeou a viagem de Gonçalves? Os nossos governantes andam
a desviar do essencial. Por acaso ele está de férias? Kkkkkkk. Agora está só. Sem olhar para o kadu
Responder