Pub
Por: Redacção

jose luis karaté

Um agente da Policia Nacional foi encontrado morto esta manhã de quarta-feira, na Cidade de Assomada. José Luis Correia, que foi director técnico da Federação Cabo-verdiana de Karaté, terá sido baleado. É o segundo policial a ser assassinado em Cabo Verde em menos de um mês.

As informações ainda são escassas, mas os dados já apurados indicam que José Luis Correia, de 42 anos de idade, terá sido assassinado a tiro a sensivelmente 40 metros da sua residência em Chão de Santo, Assomada. O crime terá acontecido ainda de madrugada e até à hora em que este texto era editado o corpo do malogrado ainda estava no chão à espera das autoridades para o levantamento do cadáver e apuramento da causa da morte. Há vestígios de sangue espalhados pelo chão.

O agente da PN, ao que se sabe, estava fora de serviço no momento em que o caso aconteceu, mas a Polícia Judiciária já foi accionada para iniciar as investigações e identificar as causas e os suspeitos deste suposto homicídio. 

Natural de São Lourenço dos Órgãos, José Luís Correia residia em Santa Catarina há vários anos, tendo trabalhado também em Santa Cruz. Professor de karaté, Correia foi director técnico da Federação Cabo-verdiana de Karaté (FCK), até Março deste ano, quando renunciou após 12 anos ininterruptos nessa função. 

Nos últimos tempos estava mais preocupado com a sua escola “Centro Pedagógico de Karaté-DO”, na cidade de Assomada, ao lado dos seus alunos, de todas as faixas, para “acolher todo o mundo com a modéstia expressão de ordem “OSS ” como o próprio justificaria na altura em entrevista à Inforpress.

Esta manhã, o sensei foi encontrado morto sem causa conhecida. De referir que, em menos de um mês, este é o segundo polícia que é morto a tiro em Santiago. No passado dia 29 de Outubro, o agente Hamilton também foi assassinado a tiro, na capital, no bairro de Tira Chapéu, em circunstâncias que ainda carecem de explicações, sobretudo depois de se levantar suspeitas de que teria sido vítima da bala de um próprio colega de profissão. 

O Governo, admitindo que a segurança do país está posta em causa, reuniu-se com as principais forças de segurança do país e instituições conexas, para depois anunciar 14 novas medidas, sobretudo legislativas, para dar combate à onda do crime em especial na capital do país.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # CHINESA 21-11-2019 12:00
Afinal???? foi baleado ou morreu de causas naturais? o comandante regional da Polícia Nacional de Santiago Norte, Estêvão Tavares Vaz disse em conferência de imprensa, em Assomada que morreu de causas naturais. Porque não esperar pela autópsia antes de começar a destilar essa onda de fake news? tenhamos ética sff!!!!
Responder
+1 # Júlio Mattos 20-11-2019 20:47
Quantos buracos de bala viram no corpo do malogrado? Bando de incompetentes e alienados políticos.
Responder
0 # novos ricaços 20-11-2019 12:23
Noticia muito triste e que não tinha pq acontecer . Meus pêsames aos familiares e amigos .
Responder