Pub
Por: Redacção

oscar santos01 30 12 2016g

O presidente da Câmara Municipal da Praia terá sido vítima de uma tentativa de homicídio e não um assalto, a crer em informações recolhidas por Santiago Magazine junto de testemunhas oculares. O tiro foi pelas costas.

5h36. Foi a esta hora exacta que dois homens, vestidos com casaco de treino com capuz, auriculares nos ouvidos e telemóvel na mão, atiraram a matar contra o presidente da Câmara Municipal da Praia - o tiro, entretanto, acertou Óscar Santos num dos braços, estando fora do perigo de vida.

Os dois individuos permaneceram em frente ao Ginásio Korpore, no Palmarejo - a poucos metros da residência do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva - à sua espera. Naquela hora, segundo uma testemunha ocular, outras pessoas que também iam para o ginásio (abre àquela hora) e outras que estavam no seu footing matinal passaram por eles - até se cumprimentaram - mas não se aperceberam de nada suspeito.

"Se fosse caçu body eu mesmo seria vítima, mas não eles estavam à espera do Óscar Santos", conta a fonte, esclarecendo que "assim que o presidente da Câmara chegou, um deles disse ao outro: 'bai, bai' e imediatamente disparou contra Óscar Santos. Fiquei a tremer". Foi um tiro pelas costas, conta outra fonte.

Nesse instante, o autarca caiu, assim como o seu telemóvel e as chaves do carro, enquanto os atiradores puseram-se em fuga a pé. Uma das testemunhas, que também treina nesse ginásio no Palmarejo foi quem o socorreu, levando-o para o interior do ginásio antes de o transportar para o Hospital Agostinho Neto no carro do edil. Antes, houve várias chamadas para a Polícia Nacional até que, por causa da demora, seguiram para o hospital, pois Óscar Santos estava a perder sangue e a sentir muitas dores. No momento em que este atentado aconteceu Óscar Santos não disse nada, pelo menos até chegar ao hospital, sendo que assinou a ficha de entrada quase uma hora depois, às 6h30.

A Polícia Judiciária já está a investigar o caso, tendo inclusive chamado as testemunhas oculares para prestar declarações ainda hoje. Sob suspeita estará um eventual caso tentativa de homícidio por encomenda.

Óscar Santos já foi operado ao braço, entretanto fracturado (fractura do úmero direito), mas continua sob observação no HAN.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # elio 15-08-2019 04:40
so troça.e pa aumenta popuralidade.e nhos cu nhos.
Responder
-2 # Dinheru k ka ta kaba 30-07-2019 09:04
Opa, opa, opa!

Aparece muito a técnica de mártir do Bolsonaro, tendo em conta que já estamos aproximando das eleições.
Responder
-5 # CARLINHOS DI BAIRRO 30-07-2019 08:32
Sta nhôs feio PAICV! Sempre ki ta aproxima debate sobres grandes questões de ordem, político, social e/ou económico na parlamento, ta tem manifestações, invasão de propriedades do Estado e agora tentativa de homicídio a um presidente de câmara. Nhôs ser más discreto, paicv.
Responder
+4 # Elmar 29-07-2019 18:40
Há muito que o sociólogo Nardi Sousa vem alertando para os riscos sociais emergentes na sociedade cabo-verdiana. Sendo um especialista que trabalha de perto com jovens vulneráveis dever-se-ia levar mais a sério as suas palavras, antes que seja tarde demais!
Responder
+3 # Badio 29-07-2019 17:57
Os gajos estão bons profissionais em criar cenas de filmes, tudo bem montando, fingimento total, ainda vão prender algum activista do paicv para culpabilizar o partido por este teatro. tiro 6/35 no braço, parem de fazer teatro neste país.
Responder
+4 # Paulo Da Silva 29-07-2019 13:18
Lamento o sucedido,sou contra qualquer tipo de violência .Breve recuperação para o edil da Praia e,que o/s responsável/eis por esse ato de covardia seja/m severamente punidos ...basta ...
Na minha opinião o movimento populista tem estado a ganhar terreno no nosso país .
Responder
0 # Jose Rui Soares 29-07-2019 14:25
Caramba pah. Qual movimento populista!!!
Vê claramente, um contencioso entre o presidente da Câmara, e prssoas outras, possivelmente por razões de gestão das coisas públicas, no município da praia.
Tornou se viral, politizar a o sexo que se faz em casa.
Responder