Pub

rafael

A notícia de que o vereador da Câmara Municipal da Praia, Rafeal Fernendes, foi detido pela Policia Judiciária, afinal é falsa. Fernandes está na Praia, sim, mas não detido como este jornal fez crer anteriormente. Terá sido chamado para prestar declarações na Polícia Judiciária relacionadas com a gestão urbana da Praia, mas ainda não passou disso.

Acontece que, pela via das redes sociais, o Santiago Magazine também caiu - e dimo-lo com humildade - nesta fake new, embora tenhamos contactado a PJ e outras fontes oficiais de informação que não desmentiram nem confirmaram tal informação.

Rafael Fernandes está livre, sem culpa provada, e a divertir-se com amigos depois do regresso das férias.

rf

O Santiago Magazine erroneamente relatou uma falsa notícia, que, humildemente, pede desculpas ao visado e a todos que, directa ou indirectamente, foram lesados. Não é hábito deste jornal publicar notícias falsas, desta vez aconteceu e reconhecemos.

Segundo as nossas fontes, Rafael Fernandes, que foi eleito desde 2011 na lista de Ulisses Correia e Silva, terá sido chamado para prestar declarações na PJ, relacionadas com a gestão urbana da Praia, mas não chegou a ser detido.

A comparência do vereador do urbanismo da Câmara Municipal da Praia na PJ para prestar declarações terá acontecido antes de o mesmo ter viajado para o estrangeiro em férias, de onde regressara há coisa de uma semana.  



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Luiz Nunes 26-06-2019 15:40
Faz muito tempo que não tenho passado por aqui. Hoje, confirmei porque! Jornalismo, como nos ensina a mesma internet que abriga essa mídia, é "atividade profissional que visa coletar, investigar, analisar e transmitir periodicamente ao grande público, ou a segmentos dele, informações da atualidade, utilizando veículos de comunicação para difundi-las."
Vergonhosamente, faltou profissionalismo, além da coleta, investigação honesta e precisa. O dano a uma pessoa inocente, não é simples de ser reparado, ainda mais quando quer se manter tal pessoa sob alguma suspeita. Lamentável. O último que sair, que apague a luz...
Responder
0 # Daniel 26-06-2019 10:30
Desculpem, mas essa fake news não afeta em nada a Vossa credibilidade, uma vez que nunca a tiveram.

Fazer jornalismo partidário, tentando passar a ideia de que são credíveis, é uma imbecilidade que só cabe na cabeça de gente pequenina.
Responder
+7 # Pedro 25-06-2019 23:04
Como se diz, a emenda saiu pior que o soneto
Responder
+3 # Jim 25-06-2019 21:45
Vocês que dizem ser jornalistas isto é imperdoável. Além de não se retrataram ainda oi inventan mais mentiras.ele nunca foi ouvido na PJ.
Responder
+2 # Justino Santos 25-06-2019 20:59
Mas um jornal que se quer dizer credível, não pode vir dizer; "nós também caímos", tem de investigar, tirar a limpo antes de publicar.

E quem nos diz que a noticia de que ele está sob investigação também não é falsa??
Responder