Pub

gay

Gerson Fortes e Kleiton Patrick são os primeiros gays a se casarem na Boa Vista, onde muitos, maioria de Mindelo, tem assumido "sem vergonha e sem medo de retaliação" a sua orientação sexual.

A cerimónia aconteceu este sábado, 20, numa das praias da ilha das Dunas, na presença de dezenas de activistas e simpatizantes da comunidade LGBT.

Erguendo a bandeira da cor do arco-íris da comunidade LGBT, os recém "casados", ambos da ilha de São Vicente, quiseram dizer não a discriminação das Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros em Cabo Verde, em especial na ilha da Boa Vista, onde também é verificada um certo nível de intolerância.

Após a cerimónia, os recém "casados" e os convidados desfilaram pela cidade de Sal Rei.

De notar que embora a lei cabo-verdiana não aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a comunidade LGBT tem procurado outros meios para formalizar a sua união matrimonial. Lembrando o primeiro casamento gay celebrado há anos, na ilha Brava.

Neste caso, o casamento não é realizado nem no civil, nem no religioso. O casal escolhe o seu cenário de cerimónia, bem como a pessoa que irá celebrar o acto.

Refira-se ainda que o Código Civil no seu artigo 1551 salienta apenas a união voluntária entre duas pessoas de sexo oposto, mas a comunidade LGBT já apelou aos políticos a revisão desta lei por forma a garantir-lhes o direito à união de facto e ao casamento.

Fonte: Boa Vista No Ar

Comentários  

-1 # Sabotchocho 22-04-2019 12:14
Sem preconceito de forma alguma. Os pombinhos têm direito a levar a vida que desejem. Mas atenção, a não existe casamento gay no Direito caboverdiano. O facto de os pombinhos decidirem juntar seus trapos, e não significa casamento, nem à luz do Direito. Em todo caso, a felicidade para o novo casal.
Responder
-1 # PB 21-04-2019 22:16
Estas coisas para além de não serem legais, deveriam também ser proibidas. O mundo caminha para o esquecimento de tudo o que é moral. Sei que muitos vão me criticar, por isso aproveito desde já para vos perguntar, aceitavam isso com os vossos filhos? È sacrilégio, imoral e repugnante casamento de pessoas do mesmo sexo. Não tenho nada contra pessoas que nasceram com problemas hormonais, porque isto é da natureza, mas isso não lhe dá direito de casar com pessoa de mesmo sexo. È anticristo.
Responder