Pub

Incendio Sto Antão2

O presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão (AMSA), Orlando Delgado, disse hoje à Inforpress que tudo leva a crer que a origem do incêndio deflagrado esta madrugada, no Planalto Leste, seja fogo posto. Entretanto, o ministro da Administração Interna acaba de anunciar no Parlamento que o incêndio já foi extinto.

Orlando Delgado disse que “a Polícia Judiciária (PJ) já foi accionada para as necessárias investigações” porque “pela dimensão e pelo número de fogos surgidos” essa conclusão parece viável seja por negligência seja por vandalismo, até porque, adiantou “estamos numa época que não é de muito calor”.

“É inconcebível que haja pessoas que, por má-fé ou por outra razão qualquer, sejam capazes de destruir um património de gerações”, disse Orlando Delgado.

O edil da Ribeira Grande, que preside à Associação dos Municípios de Santo Antão, destacou o envolvimento das pessoas no combate às chamas que mobilizam todos os bombeiros, do Planalto Leste e dos três municípios, bem como as instituições sediadas na ilha.

Este incêndio de grandes dimensões deflagrou-se por volta das 01:40 de hoje no perímetro florestal do Planalto Leste, em Santo Antão, e é o terceiro que ocorre em menos de dois meses nessa floresta que, há menos de duas semanas, foi dotada de um corpo de bombeiros voluntários como medida preventiva do Governo para a protecção dessa reserva florestal, alvo de frequentes incêndios nas últimas duas décadas.

Segundo esses serviços, o fogo, que começou na zona de Espongeiro, já consumiu grande quantidade da floresta e está a ameaçar as habitações, estando os bombeiros da ilha a ter grandes dificuldades no controle das chamas.

O delegado municipal do Planalto Leste, Paulino Neves, confirmou à Inforpress que “a situação é mesmo complicada” e que o incêndio está a deflagrar em várias frentes, desde Morro Conceição até Morro de Vento.

No período da manhã de hoje algumas famílias foram evacuadas de suas casas porque o fogo estava a ameaçar as habitações e estradas foram cortadas por causa deste incêndio, mas por volta das 13:30 as estradas foram reabertas e a circulação rodoviária faz-se normalmente.

Este incêndio, já considerado o pior de sempre nesta floresta, terá consumido cerca de 60 hectares de floresta (área equivalente a 60 campos de futebol) é “muito mais grave” do que o de Junho de 2017, que consumiu 30 hectares.

Segundo as autoridades, há pelo menos três frentes activas e, neste momento, algumas captações de água já foram destruídas. Entretanto, o ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, reagindo a uma intervenção a respeito da prevenção de crimes, anunciou à instantes no Parlamento que o incêndio já foi extinto com ajuda das autoridades envolvidas.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar