Pub

João Lourenço 3

O Presidente de Angola, João Lourenço, vai realizar uma visita de Estado a Cabo Verde no primeiro semestre de 2020, divulgou esta quinta-feira, 24 de outubro, o chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca.

Na mensagem, Jorge Carlos Fonseca refere que se reuniu com o homólogo angolano à margem da primeira Cimeira Rússia-África, que decorreu nos últimos dois dias em Sochi.

“Com o PR (Presidente da República) João Lourenço, acertámos data da visita de Estado a Cabo Verde, a ser anunciada oficialmente pelos canais diplomáticos, mas que terá lugar ainda antes da próxima Cimeira da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), em Luanda (julho 2020)”, lê-se na mensagem divulgada pelo Presidente cabo-verdiano.

Cabo Verde teve este ano a presidência rotativa da CPLP, função que será assumida em 2020 por Angola.

Jorge Carlos Fonseca acrescenta que no encontro com o Presidente angolano abordou outras questões, “nomeadamente o acordo de mobilidade na CPLP”, bem como o encontro internacional da juventude africana, a realizar na ilha cabo-verdiana do Sal, em março do próximo ano.

O Presidente cabo-verdiano refere na mensagem que manteve ainda contactos em Sochi com os presidentes do Senegal, do Gana, das Seicheles, de Moçambique, do Burkina Faso, da Namíbia e da Guiné-Equatorial, além dos ministros do Interior da Guiné-Bissau e dos Negócios Estrangeiros de São Tomé e Príncipe.

A CPLP é composta por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Com Lusa



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar