Pub

 CPR Santiago Sul Carlos Tavares

O PAICV garante estar à altura de se apresentar como alternativa à governação autárquica na região política de Santiago Sul, visando proporcionar “um salto mais qualitativo” para o desenvolvimento local na Praia, São Domingos e Ribeira Grande (Santiago).

Esta convicção foi manifestada à Inforpress pelo presidente da Comissão Política Regional de Santiago Sul do PAICV, Carlos Tavares, para quem o maior partido da oposição vai apresentar, em 2020, “candidatos fortes e equipas competentes, com idoneidade moral e grande seriedade para ganhar” as câmaras municipais da Praia, Ribeira Grande de Santiago e São Domingos”.

Carlos Tavares disse que o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) está a trabalhar para liderar uma nova ambição para os três municípios, tendo inclusive reclamado que os municípios de São Domingos e Ribeira Grande, com 12 e 26 anos, respectivamente, são prova de câmaras que “falharam totalmente e em falência financeiras”.

Disse que estas duas câmaras não têm tido capacidades de projetarem os municípios para outros patamares de desenvolvimento, pelo que entende ser o momento certo para esta reviravolta.

Realçou que o PAICV vai apresentar nos três municípios candidatos “competentes, com grande espírito de missão em servir municípios, com forte aceitação social e com capacidade e experiência de gestão”, para dar uma “nova dinâmica” de desenvolvimento aos referidos municípios.

Sublinhou que região de Santiago Sul, à luz do estatuto, tem a função de indicar candidatos, com o argumento que trabalha consoante o calendário desta força partidária, mas que caberá à Comissão Política Nacional aprovar os candidatos, que serão apresentados publicamente após as eleições internas para os novos órgãos, previstas para janeiro de 2020.

Avançou que a aprovação final dos candidatos do PAICV só deverá ser resolvida no final do primeiro trimestre do próximo ano, realçando, contudo, que “neste momento” a Comissão Politica Regional de Santiago Sul já dispõe de uma lista de potenciais candidatos para os três concelhos.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

-1 # Atento 22-10-2019 07:11
Bsot t stod é t snha q fantasias, acabam logo com esta porcaria dos partidos políticos
Responder
0 # PEDRO GREIRE 22-10-2019 19:54
Ddigo, colocar
Responder
+1 # PEDRO GREIRE 22-10-2019 19:53
Essa mensagem e de conforto e de esperanca junto da nossa comunidade que ainda espera dalguma coisa perdida a algum tempo atraz.
Pra que isso aconteca desde ja oz candidatos ja deviam ter parmilhado a metade dos municipios. Por outro lado devemos mudar de atitudes, comportamentos, comunicacao sobretudo e forma de relacionamento entre membros do Partido colo ar de lado o afastamento daqueles que foram obreiros da Patria e do Partido. Assim, podemos trilhar caminhos do passado.
Responder