Pub

 fidel de pina1

Para a Juventude do PAICV, a Juventude do MpD tem estado "recorrentemente a por em causa a sua imagem e bom nome", e divulgou uma nota de imprensa para chamar a atenção dessa agremiação juvenil, no sentido de parar com esta prática.

A JPAI defende, na nota enviada a este diário digital, que respeita “o Jornal Santiago Magazine e os demais órgãos existentes e cingimo-nos ao respeito pelo trabalho que têm vindo a realizar, não havendo qualquer outro tipo de vínculo ou relação com nenhum órgão de comunicação social em Cabo Verde que, aliás, devem primar sempre pela independência, rigor e transparência no tratamento das informações jornalísticas por eles veiculadas”.

Da parte que toca ao Santiago Magazine, convém registar que este diário digital é propriedade da empresa Santiago Editora, uma sociedade anónima que opera na área de comunicação e edições. Está a trabalhar no serviço público de comunicação social desde junho de 2017, devidamente licenciado pela ARC. 

Aqui vai a nota de imprensa da JPAI.

“Tomando conhecimento das suspeições levantadas nas redes sociais pela Juventude do MPD (JPD), através de um post feito na sua página de Facebook que põe em causa a imagem e o bom nome da Juventude do PAICV, vamos aqui elucidar algumas questões:

A Juventude do PAICV é uma organização política formada por jovens comprometidos, de todos os concelhos do país e da diáspora, com um percurso notório e contribuições consistentes para o engrandecimento e empoderamento da juventude do país.

Cabe ressaltar que a nossa organização tem uma agenda e um programa de trabalho próprio bem como uma liderança forte, credível a nível nacional e na diáspora. Tem órgãos próprios para a gestão interna da organização e, neste sentido, todas as ferramentas necessárias para a execução do seu trabalho são geridas internamente de forma criteriosa e responsável, entre os quais a nossa Página Oficial do Facebook.

É de domínio público quem são os membros oficiais da JPAI a nível nacional. É de conhecimento de todos que nenhum dos nossos dirigentes a nível nacional é profissionalizado na política ou assume cargos políticos remunerados com a exceção de um dos nossos Vice-Presidentes que é Presidente da Assembleia Municipal no seu concelho. A direção trabalha voluntariamente motivada pela luta constante para reivindicar os legítimos anseios da nossa juventude. Aliás, situação bem diferente em relação aos membros da direção da Juventude do MPD (JPD) começando pelo seu líder que é antropólogo e tornou-se assessor do atual Ministro das Finanças, acumulando ainda um segundo cargo na administração pública, o de Vereador da Juventude, Cultura e Desporto a meio tempo na Câmara Municipal de São Salvador do Mundo (Picos), num país com tanto desemprego jovem.

Isto posto, pode-se entender o porquê da publicação no Facebook da Juventude do MPD (JPD), já que esta veio logo após uma Conferência de Imprensa dada pela JPAI sobre o Crédito de Habitação Jovem Bonificado, tema de inteira responsabilidade deste Ministro das Finanças, Olavo Correia.

A acusação da Juventude do MPD (JPD) foi feita com o claro intuito de confundir os cabo-verdianos e levantar suspeições infundadas e completamente despropositadas acerca da JPAI.

Neste sentido, gostaríamos de clarificar que respeitamos o Jornal Santiago Magazine e os demais órgãos existentes e cingimo-nos ao respeito pelo trabalho que têm vindo a realizar, não havendo qualquer outro tipo de vínculo ou relação com nenhum órgão de comunicação social em Cabo Verde que, aliás, devem primar sempre pela independência, rigor e transparência no tratamento das informações jornalísticas por eles veiculadas.

A nossa organização tem feito intervenções e análises sérias sobre os principais problemas que afetam a nossa juventude e que exigem uma resolução imediata para inverter o panorama atual difícil.

Daí estranharmos e repudiarmos esta atitude recorrente e o comportamento reprovável da Juventude do MPD (JPD) de constantemente tentar denigrir a imagem da nossa organização, do seu líder e dos seus membros.

Esta é uma situação que entendemos ser reprovável vindo de uma Associação Juvenil partidária.

Reafirmamos a nossa disponibilidade para discutir e confrontar ideias que sejam válidas para refletir e contribuir com opiniões e visões para o reforço da Democracia em Cabo Verde bem como para criação de políticas públicas para a nossa juventude e sempre procurando promover o desenvolvimento do país e nunca contribuir para a propagação de inverdades e posicionamentos que nada abonam uma juventude partidária cuja conduta e ação devem ser pautadas pela correção, respeito, responsabilidade, compromisso com a verdade e honestidade.

P´lo SECRETARIADO DE COMUNIÇÃO E MARKETING POLÍTICO

JUVENTUDE DO PAICV”

 



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar