Pub

 emanuel bandeira 470x240

Este representante do povo é o deputado do MpD pelo círculo eleitoral da Europa, Emanuel Barbosa, que, num post na sua página pessoal do facebook, escreveu ser um exagero considerar Amílcar Cabral uma figura do Estado.

“Amílcar Cabral não é – nunca o foi – uma figura do Estado, pelo que não se mostra aceitável que as suas fotos estejam afixadas em estabelecimentos do Estado”, escreve o deputado ventoinha, sugerindo que “quanto muito, é um Herói Nacional, uma figura nacional, como Leitão da Graça, Mascarenhas Monteiro, entre tantos outros, que se assumiram sempre como cabo-verdianos por cujos interesses se bateram”.

Emanuel Barbosa escreveu o seu post, quando viu “na sala VIP do aeroporto internacional da Boa Vista, de nome Aristides Pereira, filho da ilha e que foi Presidente da República, encontramos quadro com a figura do omnipresente Amílcar Cabral, ao lado do qual se achavam, entre outras, a fotografia oficial do Presidente da República e quadro com a nossa Cize, Rainha da nossa morna”.

Para este político do MpD “isto tem sido recorrente, como se existe uma estratégia subjacente de instalar nas pessoas a ideia de que Amílcar Cabral foi uma figura do Estado e da República. Sabemos todos que não. Pois, morreu antes da independência, isto é, depois da criação do Estado de Cabo Verde, primeiro autoritário, depois, o de agora, democrático”.

Barbosa, que classifica as suas afirmações como uma reflexão escreve o seguinte: “A presente reflexão serve para, na linha da maior parte dos cabo-verdianos, chamar a atenção, em respeito pela verdade e pela Constituição da República, que Amílcar Cabral não é – nunca o foi – uma figura do Estado, pelo que não se mostra aceitável que as suas fotos estejam afixadas em estabelecimentos do Estado”.

E insurge-se contra aquilo que chama de uma leitura falsificada história. “Daí até considerar Amílcar Cabral uma figura do Estado é um exagero, além de ser uma leitura falsificada da História”, acrescentando o seguinte: “Para quem insista em ver as coisas sem o rigor que reclamam, é sempre bom lembrar que as figuras do Estado estão todas plasmadas na nossa Constituição. Cabo Verde hoje dispensa tutelas mitológicas e políticas, próprias de regimes de partido único”.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+1 # barros ferreira mici 02-05-2019 17:37
Mas e o aéroporto da praia que tem o nome de Nelson Mandela. O k ele fez em cabo verde pelo que eu sei nada não compreendo.
Responder
-3 # alvim 02-05-2019 11:55
Viva Emanuel Barbosa
O país político ficou deveras anestesiado com a declaração do de[censurado]do Emanuel Barbosa, eleito pelo MpD, segundo a qual as fotos de Amílcar Cabral, guineense, filho de cabo-verdianos, deviam ser retiradas das repartições do Estado em Cabo Verde. À afirmação sucederam-se outras, vindas de muitos quadrantes políticos, umas compreensíveis, como a de Manuel Veiga, por exemplo, pelo seu passado e vivência no PAIGC, que fez dele um homem, outras deixaram-me sem palavras, como a de Daniel Lobo, por Maika mais conhecido.
Se há coisas de que o EB tem razão é precisamente esta. Amílcar Cabral, por mais voltas que se dê, não é uma figura do Estado. Não é, não. Deixemos de tretas e aceitemos as coisas como são. Que é um herói, um mito, uma figura nacional de destaque, não se coloca a mais pequena dúvida. Isto está fora de questão, muito fora mesmo. Agora, tomá-lo como uma figura do Estado, isto é que não. Sejamos claros e honestos.
Cabo Verde deixou, desde 1991, de ser um país revolucionário, já não é uma ditadura, sendo sim uma democracia que iguala a muitas outras pelo mundo fora. Cabo Verde é, hoje, tudo aquilo que não pensou Cabral, cujo modelo de sociedade foi desenhado para ser tutelado por uma ditadura de partido único à frente da qual deveriam estar os melhores filhos da terra, num titânico esforço de suicídio de classe. Um disparate total, cujo exemplo não existe em parte alguma, senão na cabeça dele, porque é idealista.
Felizmente, Cabral falhou por as suas ideias não serem suportadas por nenhuma base científica. E bem para Cabo Verde. Vejam como está a terra dele, a Guiné-Bissau. Vejam, mesmo com os óculos chineses.
Emanuel Barbosa, sou teu fã, indefetível. Tens razão no que escreveste. Não te caias, com esta ventania que provocaste. É sinal de que tens influência, força, prestígio e capacidade para provocar terramotos. Não ligas as bocas, vindas do paicv ou do mpd, porque ambos são farinhas do mesmo saco. Tens razão, o povo está contigo. Amílcar Cabral não é cabo-verdiano, fartava de o dizer, até porque, quando se formou com duas bolsas de estudos, ambas de Cabo Verde, foi trabalhar para onde??? Para a Guiné-Bissau. Porque não veio trabalhar em Cabo Verde.
Não paras. Continua a lutar até que um dia as fotos deste guineense sejam retiradas das repartições publicas. O povo está contigo. Força, não tenhas medo, traga mais afirmações dessa natureza para acordar o povo cabo-verdiano, em sono profundo até que um dia acorde para sua felicidade.
Um abraço de Estocolmo.
Responder
0 # Gomes 05-05-2019 05:12
Sou Guineense Irmão a nossa Terra está como está não é por culpa de Amilcal Cabral.Porque pos-Independencia Guiné era 10 vezes melhor que Cabo Verde havia uma imigração em massa dos cabo verdianos para Guiné devido a fome que asolava o solo Cabo Verdiano.Amilcal Cabral si é Guineense é porque todos Caboverdianos são Guineenses,povo Caboverdiano são frutos da escritura dos negros,pretos da costa ocidental e violentado por portugueses dai uma mistura.O mas triste é que este povo complexo está más perto do povo portugués do que o povo Africano,meu carro amigo Cabo Verde não nada com muito respeito a Cabo Verde,Cabo Verde é suportado por impostos de muitos países porque é país com uma alternancia de poder e a gestao de coisa pública ja tem UM alicerse que da confiança ao parceiros internacional.Cabo Verde não tem nenhum recurso mineral como vocês Caboverdiano podem pensar na vossa cabeça que a Guiné é pobre.deixem depensar como branco e deixem de menospresar os vossos antepassados,sinto muito vergonha de vocês o negro é negro mete isso na vossa cabeça a Guiné vai ser um paraíso na África não tardará porque temos todos os ingridientes para o ser so falta o entendimiento entre os Guineenses de igual modo com tu eu sou contra Amilcar Cabral por ser Cabo verdiano e contra toda ligação com o povo Cabo verdiano por serem povo ingrato racistas e pobre di espírito.Escrito por Guineense radicalmente contra qualquer laços com Cabo Verde.
Responder
0 # Antônio oliveira 28-05-2019 16:58
Agradeço primeiro pela oportunidade me é dado para responder ao senhor Gomes de que a Guiné Bissau é realmente é um país aprazível para viver, acontece que dado a um conjunto de fatores o país não conseguiu criar e estruturar uma base que lhe permitisse despertar para a nova realidade que o país precisasse para uma nova sociedade pós independência, a Guiné com os recursos que têm minérios e uma cultura muito rica dado a diversidade populacionnal não merecia o que se está a passar, mais os fatores que todos conhecemos impede que haja consenso entre os atores politicos que diga-se de passagem que de patriotismo não têm nada, não vou generalizar porque a quem queira trabalhar mas os que são oportunistas são em maior número, dito isto fala-se muito na corrupção este é um fenômeno a escala global nuns mais que outros infelizmente é um fenômeno que se deve combater por todos os meios que se achar eficaz, principalmente na preparação da nossa juventude a de amanhã porque os que estão hoje têm vícios, a melhor aposta e nos novos quadros dando-lhes a resposabilidade de alavancarem o pais criando as condições necessárias para se sentirem bem no seu país e contribuírem para o desenvolvimento do país. Quanto a questão sobre a opinião de um de[censurado]do de uma nação amiga, sobre um tema que despertou a opiniões várias ela é se se quiser discutida porque a pluralidade de pensamento sobre esta questão em concreto, não estou aqui paradefender o quer que seja, mas eu tenho a minha opinião sobre o assunto mais com isso não quer dizer que devo sobrepor as minhas ao de alguém as tenha proferido lançando um debate sobre o assunto, agora por questões susceptível de âmbito ideologico entrar em frenesim, vamos sim argumentar porque a figura de A ou B merece ou não estar presente em determinados sítios, a razão que o tenha levado a pronunciar-se traz para ribalta discussão entendimento e consenso sobre a questão a opinião de uma pessoa vale o que vale até que lhe seja provado o contrário e que tenha uma mente sã e aceita que de facto estava errado.
Responder
+4 # Atlovir 01-05-2019 22:48
Caro Emanuel Barbosa,vulgo palerma,

Vivas intensamente a vida
Dela extraiste experiencias que lhe deram uma direçäo
Uma via que deves seguir
Sejam quais forem as perdas pessoais
Que isso te occosiona
Eis a razäo de ser da tua vida, zei idiota e raquitico mental!
Responder
-6 # Exactemente 01-05-2019 19:06
Exactemente concordo valeu Emanule Barbosa
Responder
+4 # Lulu 01-05-2019 18:48
Keli é ca ninguém, é pa ignoral. Deus ki ta castigal , ca ta dura ... Em vez di trabadja, ele ta fica só ta falta alguém respeito. Homem piquenotinho cheio di ódio... ódio ki ta matau.
Responder
0 # barros ferreira mici 02-05-2019 17:40
Bem falado es cré so limguara k furta es k cré sabi de povos CV
Responder
+5 # Psiquiatria 01-05-2019 11:59
O sujeito precisa dos trabalhos dos Drs Manuel Faustino e José Antônio dos Reis. Razão suficiente para estes profissionais da saúde mental voltarem ao activo.
Responder
+7 # Manuel Lopes 01-05-2019 11:55
Esse homem bebeu grogue por leite! Deve estar embriagado. Tantos hoje são políticos desnaturados graças à independência que foi conquistada pelos heróis nacionais e sob liderança de Amilcar Cabral. Eu não me lembro de um país que não tenha sido autoritário ou totalitário antes de ser democrático e de direito democrático. Se hoje temos um Estado de direito democrático foi graças a indipendência.
Responder
-2 # Buli Djabula 01-05-2019 10:50
Concordo me com a sua justificativa, certo que o Amilcar e um homem que lutou fortemente para a liberta¢ao de dois pais Africanos onde pertencemos, mas nunca desempenhou funcoes de eestado nestes dois paises libertados por sua obrara, portanto por mais que lhe respeitamos, nunca devemos lhe dar um nome que nao e dele.
Responder
-9 # Criola 01-05-2019 09:19
Palmas pa bo Emanuel...que nao confundemos as coisas, o facto de Cabral ser o nosso Herói, um grande político nao lhe dá passaporte para ser uma figura do Estado, se tudo aconteceu antes da independência.
És muito inteligente e assertivo.
Para os demais comentadores, peço-vos menos fanatismo e mais racionalidade para o bem do vosso País!
Responder
+7 # Cabo verdiano 01-05-2019 08:25
Estamos perante um assunto muito importante, os caboverdianos aguardam as reações das principais feguras deste país. Presidente da República Governo, Partidos Políticos e Sociedade.
Demorou para escrever esta sena, para quem conhece este delinquente, legalizado pelo povo, ainda mais depois de receber uma tapa na cara. Ele ainda se encontra tonto, mas acho que está a pedir mais uma mais forte ainda.
É ele e o seu partido a fegura do estado! Culpado é o povo que colocou um delinquente no parlamento para o representar, e resolver o seu problema.
Eu apelo o povo a tomar nota do seu idiotice para depois dar le a devida resposta nas próximas eleições, chutando ne nas traseiras, ele e seus capangas.
Quero deixar uma pergunta ao emanuel barbosa, quero deixar bem vlaro o porquê escrevi o seu nome inicial com a letra minúscula, é porque realmente ele e minúsculo! Se Amilcar Cabral não é uma figura de Estado, é emanuel a figura.
Está a ocupar a cadeira no parlamento neste momento porquê? Estas a representar is portugueses?
Caistes do Ceu no parlamento. Esta lição deves dar ao teu filho e aos teus colegas, cegos e que nao representam o povo mais seus interesses individuais.
Ao inves de escrever o quanto estás sensivei aos problemas do povo que o elegeu e que esta a passar afronta com o seu governo e partido, vens com essa bagunça. Aja saco!!!
Responder
+4 # Semedo tavares Augus 01-05-2019 00:56
Es mesmo burro rapaz.
Não tens acapacidade de estares aí.
Nem uma cultura geral tens.
Qual é a capacidade é que tens ao menos para responsabilizares de uma aldeia.
Vergonha para aqueles e aquelas que acreditaram em ti para meterem o seu voto no teu nome;
Que ingnorante es !
Responder
+5 # Sabo 30-04-2019 20:37
Acho que os nossos politicos sao reflexos da nossa sociedade, estamos a passar por crises de valores e desrespeito pelas pessoas, nunca cabo verde teve um parlamento tao mediocre sobretudo dos representantes do mpd, o emanuel, filipe santos, o tal correia do sal, orlando dias, a barulhenta joana rosa devem ser escuraçada do parlamento esses sao fanaticos e estao apresentar sintomas de tolobascos
Responder
+3 # Manuel Miranda 30-04-2019 20:26
Os rapazes do conjunto Ferro gaita, cantaram e muito bem a linda música: " ê ka sabi sta na kel trabadju lâ." Tanta asneira, tanta babozeira, saindo da boca daquele que por sinal é representante do Povo. Que vergonha.
Responder
+4 # CECILIO CABRAL 30-04-2019 19:41
Eu, Cecilio Cabral e, por uma questao dos Valores Morais e "Higiene Mental" nao respondo um diminuido "De[censurado]s" delinquente Politico, criminoso como e o Emanuel Barbosa...
Responder
+10 # Pedro.Freire 30-04-2019 18:41
Ael keh kanada na parlamento.
Tambem ceh ignorancia pol leba riba boka.
Obrigadu Moises Borges.
El sta mesteh mas um surrada.
Responder
+11 # SÓCRATES DE SANTIAGO 30-04-2019 18:31
Eu já tinha escrito algures que Emanuel Barbosa é o parlamentar mais selvagem da nossa Assembleia Nacional. Sobejamente conhecido pelos seus disparates, porém, disto não se esperava de um representante da nação- BRINCAR COM A FIGURA DO NOSSO HERÓI- MOR, AMÍLCAR CABRAL, considerado por Nelson Mandela o político mais brilhante da África e um dos maiores do mundo. Pena é que o meu primo Moisés Borges lhe tenha aplicado um golpe muito leve, pois, se fosse eu, o MARMANJO EMANUEL BARBOSA seguramente ficaria sem dentes naquele BOKON e, assim, aprenderia a respeitar as pessoas, sobretudo, os mais velhos, os nossos heróis e os fazedores desta nação. UM CABRALISTA ASSUMIDO- SÓCRATES DE SANTIAGO.
Responder
0 # M M 30-04-2019 17:43
Miguelinho. Sou Migueli Monteirio.
Imaginem eu que falo só babuseiras não atrvi a falar estas tuas asneiras seu pateta....
Responder
+7 # Antonino Barbosa 30-04-2019 17:09
Isso caracteriza o seu posicionamento no parlamento. Esse de[censurado]do atrevido, sabechão que tenta menosprezar tudo que o governo fez durante 15 anos o que valoriza o pais na arena internacional. Agora ja chegou ate desvalorizar o Cabral e seus pares que lutaram na mata de Guine Bissau para que hoje Cabo Verde fosse independente o que permitiu esse de[censurado]dinho a dizer asnesiras. A sabura ja o subiu a cabeça. O Sr. de[censurado]do Moises devia completar o trabalho de arrebentar o rosto gajo juntamente com a sua mulher.
Responder
+9 # ernesto rodrigues 30-04-2019 16:16
Mas que raio de representante do povo é esse? Que não reconhece o pai da nação!!
Cabo Verde, hoje é livre, graças a AMILCAR CABRAL E SUS PARES DE LUTA.
Pa tra Cabral, pa poi bô. PATETA!!!
Responder
0 # Exactemente 01-05-2019 19:11
Desculpa so Uma petgunta voces reconheceram o pai sa nacao ??? Entao pourque trocaram a Bandeira?
Responder
+6 # Armindo Semedo 30-04-2019 15:56
Paciencia, um de[censurado]do que esteve na portugal ta tabadja na Frio, na Gelo, na Vento. Ta labanta cedo pa panha transporte pa ba tchiga trabadjo e ta regressa noite pa preparatrá um dia de trabadjo igual a qualquer emigrante. Agora, Facto e gravata, na bom escritorio cu ar condicionado, bom salario, cu viagem pa ilhas de cabo Verde e para o estrangeiro cu ajudas de custos de bom e melhor e até com mulher suplementar, (Vida Boa). Agora, o homem achas-se importante, dono do saber, com o poder e diz o que bem entender. Se nao fosse A. Cabral e outros combatentes que abandona familia, amigos, empregos e tudo deixa pa traz e bai corre risco de morte na mato, certamente hoji é ca tinha es poder. Que mente pobre desse de[censurado]do Emanuel Barbosa. Afinal, Moises Borges tinha razao.
Responder
+4 # Sior du mundo 30-04-2019 15:36
Meu Deus que barbaridade. Este homem deve ser expulso da representatividade caboverdiana. Temos que perdoá-lo porque não sabe o que diz.
Santa Ignorância. Isto é um dos piores argumentos que a nação já ouviu até agora. é BRADAR aos céus emanuelzinho. Santa paciência
Responder
+5 # De praia Maria 30-04-2019 14:50
A fanatismo do Barbosa virou esquizofrenia, eu sugeria a Senhora Secretaria Geral da Assembleia, que fizesse uma proposta ao Sr. Presidente no sentido de contratar um Psiquiatra para tratar desse homem, mas que seja em Quarentena para evitar a propagação da doença.
Responder
+4 # Benvindo dos Reis 30-04-2019 14:39
“A política deve, em todo o momento, ser feita com elevação. Um eleito pelo povo cabo-verdiano deve, a todo o momento, ser reconhecedor e promotor do legado de Cabral. Legado esse que ultrapassa as nossas fronteiras e é o mesmo que orientou a nossa independência e lhe permite ser de[censurado]do”, frisou Rively Duarte. Para Irene Évora, a mensagem de Barbosa constitui uma “vergonha nacional”. Ela pergunta ao de[censurado]do se foi a Bubista ver quadros nas paredes do aeroporto ou ouvir as preocupações dos residentes. Sem papa na língua, Évora diz que Barbosa foi descansar as pernas na ilha das dunas, recarregar baterias para voltar ao Parlamento e fazer aquilo que melhor os de[censurado]dos sabem fazer: nada vezes nada.
Responder
+3 # Henrique de Barros 30-04-2019 14:38
“A política deve, em todo o momento, ser feita com elevação. Um eleito pelo povo cabo-verdiano deve, a todo o momento, ser reconhecedor e promotor do legado de Cabral. Legado esse que ultrapassa as nossas fronteiras e é o mesmo que orientou a nossa independência e lhe permite ser de[censurado]do”, frisou Rively Duarte. Para Irene Évora, a mensagem de Barbosa constitui uma “vergonha nacional”. Ela pergunta ao de[censurado]do se foi a Bubista ver quadros nas paredes do aeroporto ou ouvir as preocupações dos residentes. Sem papa na língua, Évora diz que Barbosa foi descansar as pernas na ilha das dunas, recarregar baterias para voltar ao Parlamento e fazer aquilo que melhor os de[censurado]dos sabem fazer: nada vezes nada.
Responder
+6 # Gregorio Gonçalves 30-04-2019 14:14
Esse gajo, já delinquente assumido por brigas de rua, devia puro e simplesmente irradiado na política. Paxenxa, propi, Merka, Russia, China, França, Inglatera, Alemanha, pa ka fla kes otus, ta glorifica nós simbolo, kel palerma la ta tenta repudia. N ta spera me ka sta papia em nomi di se Partido. Ta spera ma se partido ta pidi disckulpa pa es baixaria. Mo storia, bu ta labal ku "soluson" ka ta paga sime.
Responder
+6 # Moises Leão 30-04-2019 13:38
Senhor Emanuel Barbosa se é de[censurado]do hoje é graças à Luta pela independência dirigida ontem pelo grandioso líder Amílcar Cabral.
Responder
+7 # Vladimir 30-04-2019 12:46
Se hoje tens a liberdade de escrever esta barbaridade que escreveu foi graças a Amilcar Cabral que deu a vida para que vives num paìs indipendente!
Responder
+4 # Henrique de Barros 30-04-2019 12:34
Este rapaz quer ser conhecido, coitado encontrou a melhor forma de Dar nas vistas. Que fazer com um De[censurado]do da Naçao que fala e escreve somente patetices. Penso que ele esta a dar "cabo" do MPD e ninguem ve . Dentro do meu Partido ninguem chama este rapaz atençao,mesmo no Parlamento fala"coisas com coisas" sem nexo, sem fundamentos,enfim.
Responder
+6 # Tomané Baldé 30-04-2019 17:00
Para nós os meninos da luta órfã de Guerra às declarações deste de[censurado]do e um insulto a memória daqueles que deram a sua vida Pará a dignidade do homem africano.Cabral ultrapassa a dimensão de Cabo verde de que ele se orgulha pertencer.
Responder
+3 # Aurelio Barbosa 01-05-2019 20:50
Es de[censurado]do li ka debi fica bom de cabeça ku kel soco ki Moisa dal...exagero ê el de[censurado]do !
Responder