Pub

As capitais europeias de Paris e Londres registaram dois novos atentados segunda-feira,19, desta vez sem vítimas mortais.

Em França, os Campos Elísios foram mais uma vez palco de terror na noite de segunda-feira, 19. Um homem de 31 anos, referenciado desde 2015 por ligações ao movimento radical islâmico, embateu o seu veículo contra uma viatura da polícia. Na sequência, a viatura pegou fogo, semeando o pânico naquela que é considerada uma das avenidas mais famosas do mundo. O agressor acabou ferido mortalmente no embate, segundo a polícia francesa.

Dentro da viatura que conduzia foram encontradas armas e explosivos. Este incidente acontece há menos de três semanas depois de um jovem ter atacado um polícia em Notre-Dame, outro dos pontos turísticos mais visitados  da capital francesa. Esta nova tentativa de ataque nos Campos Elísios é a segunda em dois meses. Em Abril outro jihadista feriu mortalmente um polícia.

Londres ainda na mira dos jihadistas

No Reino Unido um homem aterrorizou uma multidão de fiéis em frente à mesquita de Finsbury Park (Londres), fazendo entrar um camião em alta velocidade. O acto provocou dezenas de feridos, antes de o agressor ter sido interceptado por populares  e depois detido pelas forças policiais. Trata-se do quarto atentado registado nos últimos três meses, na capital inglesa.

Os atentados na Europa sucedem-se, enquanto prossegue a ofensiva dos aliados contra os redutos do estado islâmico nas cidades de Raqqa (Síria) e Mussul (Iraque), no que pode ser interpretado como represálias por parte do Estado Islâmico, conforme defendem alguns analistas europeus.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar