Pub

 incendio planalto leste

A Policia Judiciária está a investigar as causas que estiveram na origem do incêndio de grandes proporções que deflagrou na quarta-feira na localidade de Pico da Cruz, Planalto Leste, Santo Antão, e devastou mais de 30 hectares da floresta.

Nesta altura, o fogo está controlado e entrou na fase de rescaldo. Mas nesta sexta-feira houve pequenos reacendimentos que foram prontamente dominados.

Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários do Porto Novo, Corsino Fortes, os bombeiros e militares ainda continuam no terreno para qualquer eventualidade. Se não houver mais reacendimentos, diz aquele responsável, os 15 militares e os sete bombeiros que se deslocaram da ilha de São Vicente para se juntar ao corpo de bombeiros de Santo Antão e à população local na extinção do incêndio voltam à base (Mindelo) ainda este sábado, 17.

As autoridades locais acreditam que a julgar pela hora que o mesmo teve início (5h30 da manhã), as suspeitas são mais evidentes de que mão criminosa pode estar na origem desse desastre ambiental. Por essa razão, já pediram a intervenção da Polícia Judiciária para desvendar este que foi considerado o maior incêndio ocorrido nesta reserva florestal que, desde 1994, tem sido fustigado por inúmeros fogos.

O incêndio desta quarta-feira é o segundo ocorrido, em pouco menos de dois meses, no perímetro florestal do Planalto Leste.

Paulino Neves



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar