Pub
Por: Janira Hopffer Almada

No cumprimento de um dever de consciência e de prestar serviço a Cabo Verde, nos apresentamos, novamente, ao escrutínio dos Militantes e Simpatizantes do PAICV, para uma renovada confiança face aos imperativos que se colocam ao contínuo fortalecimento do nosso Partido.

Lutar por Cabo Verde implica uma entrega quotidiana!

Essa entrega foi iniciada, a nível desta Liderança, em 2014. Mas, precisa ser renovada, a cada dia, e permanentemente legitimada, com trabalho. E, de cada vez, com mais vigor e convicção de que é possível a apropriação, pelas estruturas e seus membros, dos apetrechos em aptidões e vigorosas ferramentas indispensáveis, para enfrentarmos, com êxito, os complexos desafios impostos pelas dinâmicas sociais e políticas em crescendo, na complexificação, cada vez maior, das diversas dimensões da nossa sociedade.

Estamos engajados numa conceção sistêmica da política, visando responder às necessidades de ordem interna, do bem-estar social e económico da Nação, de garantir a função social da justiça, de assegurar os fundamentos da soberania nacional, das liberdades individuais, para além de outras constantes da Constituição da República.

Tais pressupostos são características próprias do PAICV que, desde o seu passado, fundou-se em princípios e métodos da modernização próprias do grande alcance do pensamento e da obra teórica de Amílcar Cabral, na prossecução vitoriosa da luta de libertação nacional e da independência nacional. A riqueza do seu legado tem sido sempre fundamental nos impulsos que conduziram à afirmação da Independência nacional e à edificação do Estado de Cabo Verde credível, consolidado e prestigiado no concerto das Nações.

O coletivo do Partido está consciente que tem, pela frente, a responsabilidade de criar uma sociedade mais justa, mais próspera e em que as pessoas vivam melhor.

O Partido está consciente de que o País precisa:

· De uma maior justiça em termos de organização de uma mobilidade no trabalho e justa remuneração do emprego;
· De dotar os serviços públicos de funcionalidade que permita a prestação de bons serviços;
· De acompanhar a evolução dos dividendos demográficos para a tomada de medidas atempadas;
· De fazer da habitação uma grande prioridade;
· De trabalhar para o reforço do mercado em termos de portos, aeroportos, estradas, infraestruturas urbanas, meios de transporte; e
· De prestar grande prioridade aos impactos da desregulação climática, cujas consequências já vêm sendo sentidas no nosso país, nomeadamente com o aumento da temperatura média anual e com a diminuição da precipitação anual, com incidências na redução da produção agrícola e da pecuária.

O Partido tem consciência que é momento de o País avançar com as reformas que precisa, tais como as reformas das instituições para que sejam mais eficazes, com o rigor e a contenção na gestão dos recursos públicos, com a racionalização na organização e funcionamento dos poderes políticos e com a “refundação da fiscalidade” para que ela seja tributável, cobrável e sustentável.

Continuamos a trabalhar para a consolidação da cidadania e da democracia, pelo desenvolvimento com verdadeira dimensão social, e pela modernização e afirmação de Cabo Verde, como País útil e integrado no seu espaço natural, que é a sub-região da CEDEAO, na certeza do progresso e das virtualidades do humanismo cabo-verdiano.

Por tudo isso, este processo eleitoral deve ser no sentido de propiciar uma salutar apresentação e partilha de ideias e de propostas, como um contributo indispensável a uma avaliação objetiva e séria, por parte dos Militantes e Simpatizantes do nosso Partido, capazes de congregar energias que conformam o nosso histórico PAICV e seu projeto coletivo, intergeracional, aberto e fortalecedor, sempre priorizando as legítimas expectativas dos cabo-verdianos.

Devemos fazer, deste processo eleitoral interno, uma oportunidade para transmitir aos eleitores e à sociedade os valores por que bate o PAICV, o seu projecto social, a importância dos Partidos Políticos nas sociedades e o papel central deste nosso Partido na transformação e na modernização de Cabo Verde.

E é nessa perspectiva que apresentaremos as nossas ideias e as nossas propostas, para o Partido e para o País.

Este é o momento, também, de analisarmos se cada um de nós tem dado o que o País precisa e o que o Partido espera de nós e de entendermos, definitivamente, que os nossos adversários são os nossos concorrentes políticos, que apostam fortemente na nossa divisão interna e investem profundamente em destruir as nossas bases de apoio para se eternizar no poder.

Artigo publicado pela autora no facebook



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar