Pub
Por: António Manuel Neves

 AntónioMNeves

Tenho por mim que a capacidade, desenvoltura e a natural simplicidade do verbo com que Janira Hopffer Almada, Presidente do PAICV e líder da Oposição, tem vindo, em todas as circunstâncias, a apresentar-se frente ao MpD, poderá ser umas das razões que levaram Ulisses Correia e Silva, Presidente do MpD, a exclamar, desesperado, durante um dos debates parlamentares com a Oposição, de que não sabe mais o que fazer com a Líder tambarina! Pudera! A resposta é clara: UCS nada pode fazer por insuficiência de arcaboiço político.

Está sendo mais que óbvio que para colmatar a fraqueza política demonstrada vezes sem conta por UCS, em particular, nos confrontos políticos a dois com JHA, passou a reverificar-se, claramente (no sentido de poupar o seu líder de constrangimentos) – é necessário dizer isto sem rebuços –, tiradas ridículas e vergonhosas com lançamento de farpas de cariz puramente intriguista, da parte do líder da bancada ventoinha e dos seus adjuvantes, ou seja, dos Deputados ventoinhas que já adquiriram, por mérito próprio, o estatuto de parlamentares controversos, em relação à Presidente do PAICV, cuja intenção é imiscuir-se na vida interna do PAICV e provocar algum desgaste, que os apoiantes da Líder em causa consideram pura perda de tempo.

E, note-se, que nem é necessário ser adivinho ou perito para se chegar à conclusão que a sanha desses Deputados em relação à Janira Hopffer Almada que, ao que parece, é previamente orquestrada, tem por finalidade desmoralizá-la, quando deviam estar “carecas” (passa o brasileirismo) de saber que isso é o mesmo que transportar água em balaio furado, como mais uma vez está a ficar patente na Sessão da rentrée Parlamentar que está a decorrer.

Passados que são dois terços da Legislatura, é notório e indesmentível que os discursos bem estruturados, concisos, sintéticos e excelentes, ditos com serenidade e o à-vontade de quem sabe o que diz e porque o diz, como, por exemplo, aquele com que a Líder do Oposição JHA brindou os cabo-verdianos na sessão Legislativa em curso, isto é, a 09/out/19, sem quaisquer laivos de espalhafatos e atitudes prenhes de stress, explicando tudo de forma clara, nada têm a ver com os discursos atabalhoados que o líder ventoinha e seu Task Force já nos habituaram.

Por outro lado, os sprays desgastantes que a BP do MpD tem vindo a lançar em direção à Janira Hoppfer Almada, de mistura com insinuações divisionistas para dentro do PAICV (Rui Figueiredo pretende fazer escola ao dizer que é normal um Partido imiscuir-se na vida interna de outro Partido adversário!!), é vista como um claro sinal do “medo que se pela” que nutrem por essa jovem Líder, que procurem pôr em causa de “todos os modos e feitios”. Tal modo de atuação nem as intrigas acontecem por acaso ou de geração espontânea. Ulisses Correia e Silva e o Mpd sabem, e bem, que enquanto JHA se mantiver na liderança do seu Partido, os ventoinhas não tem saída possível para continuarem a usar, a fazer e desfazer desta Terra e deste Povo, como se de uma herança dos seus antepassados se tratassem.

Penso que é bom que os ventoinhas se compenetrem de que, infelizmente, não há nada que possam fazer para impedir que a maioria esmagadora dos militantes do PAICV renove, com muito orgulho, a Liderança de Janira Hopffer Almada a frente dos destinos do Partido de Cabral. E estamos certos que quando chegar a altura do voto nacional (já faltou muito mais!), o eleitorado cabo-verdiano irá também corrigir a mão, elegendo PAICV para a governação do País, com uma jovem e competente mulher como Primeira-ministra de Cabo Verde.

*Título da responsabilidade da redação

Artigo publicado pelo autor no facebook



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # eduardomonteiro 30-10-2019 09:26
"Não há democracia com fome, nem desenvolvimento com pobreza, nem justiça na desigualdade", afirma Papa Francisco. António Manuel Neves, a Sua Santidade o Papa, na sua imensa sabedoria e bondade resumiu a essência do meu post e tudo o que tenho vindo a publicar denunciando as politicas que os Governos da Republica tem vindo a praticar contra a ilha de S. Vicente, que tem a conveniência e o beneplácito de gente como o senhor.. Com a independência S. Vicente ficou condenado a um inferno cujo o suplicio é inimaginável para quem não o padece. Nas eleições legislativas de 2016 os cidadãos sãovicentinos souberam julgar o PAICV 2016 remetendo-o para o ultimo lugar em S. Vicente. Julgo que ainda vai a tempo de "fazer mea culpa ", apoiando a autonomia da ilha para que encontre o caminho desenvolvimento e da prosperidade para vencer o bloqueio que os sucessivos governos da Republica lhe impuseram.
Responder
-1 # DJAISS 15-10-2019 14:25
qual medo qual quê?
Quanto mais essa mulherzinha ficar ali a destruir o partido bedjo, melhor para o MpD.
Votos que fica mais 20 anos como presidente do paicv.
Responder
+1 # Antonio Manuel Neves 15-10-2019 18:25
Djaiss, nem em sonhos vos psssaria pela cachimonia que essa mulherzinha viria vos dar tanta dor de cabeça, e até por-vos de sentido!!

20 anos como Presidente do PAICV e, provavelmente com uma grande parte deese tempo com Primeira-ministra, não acredito que JHA fosse aceitar. Até porque seria tempo demais para a vossa travessia no des erto, o que poderia provocar vossa extinção. E como boa democrata que é a lider do PAICV nao iria consentir. Por pior que sejam fazem falta ao Regimen Democrático.
Responder
0 # Paulo 14-10-2019 16:07
kkkkkkk. Medo da JHA? kkkkk. O MpD faz figas para que ela fique lá por muitos anos. Isto é bom para o MpD e bom para o país.
Responder
-1 # Antonio Manuel Neves 14-10-2019 21:25
Olha Paulo, agradeço a força que, em nome do MpD, está a dar Janira Hopffer Almada de ficar muitos anos a dirigir o PAICV.
Só faltou a parte em que devia desejar que ela permaneça também a frente do Governo por muitos anos! Penso que ainda está a tempo de formular tal desejo. Porque nunca é tarde!!
Responder
0 # Atento sen djobi pa 13-10-2019 02:18
Nos 15 anos de governança do PAICV (2001–2016), nenhuma empresa pública foi privatizada.
Responder
0 # Antonio Manuel Neves 13-10-2019 11:03
Atento sem djobi pa lado, o PAICV nao privatizou nada de 2001 a 2016 porque ficou traumatizado com as feitas pelo MpD na década de 90, em que a maioria praticamente foi venda. Pelo contrário, resgatou a ELECTRA que tinha sido um negócio externamente lesivo para o Cabo Verde.
Responder
-2 # John Miller 12-10-2019 20:41
Fanático! As tuas conclusões são absurdas e desprovidas de verdade!
Responder
0 # Antonio Manuel Neves 13-10-2019 18:38
Oi John Miller, serias capaz de me indicar uma única conclusão minha "absurda e desprovida de verdade".
No aguardo!
Responder
+1 # Diáspora 12-10-2019 12:46
Parabenizo o articulista pelas notas ora trazidas a público. Cabo Verde precisa se livrar o quanto antes desse governo lesa-pátria. É triste vermos o país que todos ajudamos a construir a ser assaltado, de forma tão impiedosa.
Responder
-2 # António Manuel Neves 12-10-2019 15:34
Ao Diás[censurado]: obrigado pela apreciação que faz do texto, e aproveito, se me permite, para fazer minhas o seu desabafo. É de facto extremamente revoltante estarmos a presenciar o "assalto, de forma impiedosa" que Cabo Verde está a ser alvo por parte do Movimento para a Democracia e pelo seu líder e PM Ulisses Correia e Silva. Esperemos que o eleitorado faça o que lhe compete e sancione o MpD, à vermelho, nas próximas eleições.
Responder
+2 # Romão 12-10-2019 10:23
Está claro que o colunista é um puro janirista!
Pois, devia aconselhá - la a crescer melhor e, assim, corrigir o pensamento e linguagem infantis que vem usando, denegrindo não só, a sua imagem como a de toda a Nação. A sua feroz ataque contra o capital estrangeiro em cv, deixa a comunidade internacional desiludida com o PAICV. Na fase final da sua «opinião», fez referência ao partido de Cabral. Este, foi morto pelo PAICG com o único objectivo de «fatiotar» a Guiné e Cabo Verde. Por isso, o PAICV e seus lacaios são contra tudo e todos que não lhes dizem respeito. Aconselha o seu partido a acompanhar o tempo moderno, senhor colunista.
Responder
0 # António Manuel Neves 12-10-2019 16:20
Ao Romão: em princípio, uma vez que está a servir de caixa de ressonância, não devia estar a responder-lhe, até poderá encontrar a minha resposta nas interlinhas do texto que que está a comentar. Mas começo por concordar consigo num aspeto que, inteligente como é, captou logo: sou, utilizando o seu próprio adjetivo, ou seja lá o que for, um Janirista convicto. Sou isso, tenho grande orgulho em afirmá-lo. Sabe porquê: é que, para mim bem como para um montão de gente nesta Sociedade, Janira Hopffer é Almada é uma política das mais brilhantes da atualidade Cabo-verdiana, e só não digo a mais brilhante para evitar cócegas. Aproveito, também, para lhe dar um conselho, de graça: A menos que esteja a militar no MpD e é obrigado a obedecer as instruções que recebe, seria bom que procurasse pensar pela própria cabeça, em vez de aceitar fazer o papel de repetidor das balelas do MpD, transformadas em slogans, especialmente quando se trata de inverdades que o povo já não engole. Seja qual for a sua cor política, se descernir um pouco chegará à conclusão de que o problema de MpD com a Janira é precisamente o seguinte, e está implícito no meu texto: como o seu líder, UCS, não está a nível, nem político nem intelectual, de enfrentar JHA, procuram tentar desvirtuar, em vão, a sua comprovada força e capacidade de defender os interesses deste povo e de Cabo Verde. Que não é quintal de quem que seja e que jamais o será Estou certo que o voto do nosso Povo será alvo de correção nas eleições que se aproximam de vento em popa, a fim de poupar esta Terra de descalabro sem conserto.

P.S.: Já agora, não acha que eu deveria publicar este texto como um post em vez de comentário!? Que é que me diz?
Responder
+1 # eduardo monteiro 13-10-2019 03:38
Menines soncente!!!! Sem duvida que o Sr. Antonio Manuel Neves deu um contributo inestimável ao ajudar JMN destruir S. Vicente através dos seus artigos de opinião quinzenalmente publicados no jornal ASEMANA bajulando e criando O CULTO DA PERSONALIDADE à volta do Líder e ex-Presidente do PAICV . O Sr. António Neves ficou órfão com a chegada de Janira Almada. Vou dar um exemplo como pessoas António Manuel Neves e outros como ele trabalham com afinco e estão seriamente comprometidos com os decisores do poder politico em Cabo Verde, na destruição de S.Vicente . Em 2017 o Ministro da Cultura e das Industrias Criativas, Abrão Vicente atribuiu o Carnaval de Mindelo e o de S. Nicolau mais dinheiro que o Carnaval da Praia. Os fundamentalistas da Pró-Praia, inconformados com tal decisão, influenciaram ou obrigaram à Comissão Politica do PAICV a convocar a imprensa para denunciar a injustiça que o Carnaval da Praia havia sido vitima, para dias depois a de[censurado]da Ana Paula Moeda apresentar uma Declaração Politica criticando e denunciando à injustiça que a Praia, a cidade capital havia sido tratada. A desonestidade foi tanta e tamanha que os denunciantes não tiveram a coragem de dizer que AME custava ao erário público 32 mil contos anuais e os 300 milhões CVE pagos a Empresa Uomex para a sua publicitação e divulgação a nível internacional, sem mencionar outros custos associados à cultura como: Orquestra Nacional, Ballet Nacional, e todos os Festivais musicais feitas no interior de Santiago. É este o seu PAICV Sr. Toi Neves, um Partido que nutre um ódio figadal por S. Vicente, tendo à frente a líder e candidata a 1ª ministra Janira Almada, que evita a todo o custo falar de S. Vicente, falar desta ilha é como se estivesse a pronunciar o nome de Satanás. Mas o "MPD" NÃO NÃO LHE FICA ATRÁS , o Furacão Ulisses veio varrer S. Vicente do Mapa, só ver que o ano Orçamental já se foi embora, nenhum dos poucos investimentos alocados no OE/19 para S.Vicente foram materializados, nem os 50 mil contos do Centro Dialise,. Nós os saovicentinos ficamos a ver navios não temos retorno dos nossos impostos taxas e taxinhas , Fundo da Manutenção Rodoviária que S. Vicente não vê a cor dinheiro sendo 2ª ilha que mais contribui para o citado fundo, mas veja como estão as rodovias municipais e a estrada Baía/Calhau com as vedações metálicas totalmente corroídas pelas intempéries.Não aparece nem o Augusto Neves, e nem tão pouco essa corja de bandidos que nos dizem representar para colocar as questões ao Governo como o desemprego e outros males sociais.que afectam esta desgraçada ilha S. Vicente, que foi assaltada por oportunistas e gente sem escrúpulos que descobriram que através da politica vão conseguir realizar todas as suas ambições, sem envolver na politica nunca terão nada na vida. O John F. Kennedy deixou esta máxima que deveria servir de escola a todos os servidores públicos com responsabilidade para trabalhar para o bem-estar e felicidade dos seus povos: " Pergunta a ti próprio, o que podes fazer pelo teu país e não o que ele pode fazer por ti" PS: Em três anos e 10 meses de Governação com esta legislatura a terminar este Governo não fez nada em S. Vicente, tendo executado apenas o inacabado projecto da Baía das Gatas financiado no âmbito do PRRA, ( asfaltamento da estrada e requalificação da orla marítima)
Responder
-1 # Antonio Manuel Neves 15-10-2019 16:58
eduardo monteiro, depois de matutar se devia responder-te ou não achei por bem não desiludir-te para te evitar tristezas. Mas antes pergunto: para quê destilar tanto odio através de um chorrilho de nonsenses que nada tem a va ver com posições que defendo, e que sempre defendi, muito menos em relação a S.Vicente, uma vez que o texto que pretende comentar não traz uma virgula sequer sobre esta minha ilha. Creio que o furo é outro e está muito mais abaixo. E deves saber isso!
Mesmo que quizesse responder-te ao pé da letrada para desmontar esse amontoado de asneirada, essa sangalhada inusitada e sem nexo que lançou a esmo no papel ou sei lá onde é como fazem os autistas, não teria nem tempo nem pachorra para o fazer. Porque para para isso seria obrigado a escrever um tratado. Primeiro, para separar o conteúdo frangalhado do tru comentário que fizestes sem saber nada de nada, em partes distintas e compreensiveis; segundo, porque nem misturar alho com bugalho em estilo, foste capaz. Ao vires com palavras desgarradas, disparando asneiras por todos os cantos, transmites a clara impressão que estavas ou estás completamente desconcentrado e nervoso, ao ponto de não teres acertado uma sequer, debitando apenas, repito, a ideia de que afinal não sabes do que estas a falar!
Aliás, a ideia que consegues passar é de alguém que tem vindo a armazenar lixo político no subconsciente, especialmente no que a mim e S.Vicente diz respeito e quando a ptessao acumulada fez soltar a tampa da tua panelinha, decidiste escolher para bode expiatório, e como alvo de todos os males de que a minha Terra natal padece, nada mais nada menos que moi, Antonio Manuel Neves - que constitui uma pedra no sapato político da elite política adversária do PAICV - como principal responsável. Mas aproveito para dar-te a seguinte sugestão: sempre que lembrares de escrever "coisas para o diabo ler", provure soprar o balão antes de tudo!!
Paro por aqui, informando-te que a resposta, quque poderá incidir sobre os teus disparates da minha orfandade politica; sobre quem tera dado o ponta-pe de saida para colocar minha querida S. VICENTE no estado em que ela se encontre; ficam guardadas para a próxima!!!
Responder