Pub
Por: Nélio dos Santos

nelio santos

No dia 29 de Julho, os membros da Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde (AJOC) vão escolher os novos titulares dos órgãos sociais.

Na corrida à presidência da AJOC estão dois colegas e amigos.

Pessoalmente apoio a candidatura do colega e amigo CARLOS SANTOS e aceitei integrar a sua equipa por 10 razões:

1-   Competência

  • Conheci o CARLOS SANTOS em 1997, na Cidade da Praia, durante a constituição do Fórum da Juventude da CPLP, ele enquanto repórter e eu enquanto delegado e, desde essa altura, reconheci nele muita aptidão, conhecimento, capacidade, um visionário e um profissional com ideias inovadoras.
  • Ao longo dos anos a nossa relação profissional e de amizade foi-se estreitando e tenho constatado que o CARLOS SANTOS tem posto em prática as teorias e conceitos adquiridos na universidade e na escola da vida ao serviço da classe.
  • A sua competência espelha-se pela admiração e respeito que a sociedade cabo-verdiana nutre por ELE, tornando-o num dos jornalistas mais conceituados da nossa praça.

2-   Entrega

CARLOS SANTOS é um profissional que vive intensamente os problemas e desafios do jornalismo e da classe, mesmo os que não têm nada a ver com ele directamente. Entrega-se de corpo e alma em todas as causas em que se envolve e quase sempre com resultados notáveis. Está sempre disponível, a qualquer hora e não tem medo dos desafios, que, aliás, lhe dão sempre mais motivação.

3-   Liderança

  • Liderançaé a arte de comandar pessoas, atrair seguidores e influenciar, de forma positiva, mentalidades e comportamentos. Um líder é uma pessoa que dirige ou aglutina um grupo. Ora, eis as qualidades que tanto admiro no colega e amigo CARLOS SANTOS.
  • Acredito que CARLOS SANTOS tudo fará para trazer mais associados para a AJOC e novos colegas se sentirão propensos a solicitar a sua adesão, mesmo os que não apoiam esta candidatura. Acredito que a sua liderança será, efectivamente, inclusiva e dialogante.

4-   Integridade

  • Outra grande qualidade do profissional que se propõe a presidir a AJOC, nos próximos três anos, é a sua integridade, honestidade, rectidão e imparcialidade o que por vezes lhe causa alguns dissabores. Como disse o José António dos Reis “é um profissional exemplar, cumpridor e íntegro”.

5-   Interlocutor

  • Com CARLOS SANTOS na presidência da AJOC, não tenho dúvidas de que será um interlocutor válido, confiável e respeitável, que lutará com todas as suas forças junto das autoridades nacionais e estrangeiras, para o respeito escrupuloso da liberdade de imprensa e dos jornalistas em Cabo Verde e para a melhoria das suas condições laborais.

6-   Continuidade

  • Com CARLOS SANTOS na presidência da AJOC, não tenho dúvidas de que vai aproveitar o legado deixado pela colega Carla Lima, introduzindo, igualmente, as suas ideias e o cunho pessoal. Estamos certos de que tudo fará para tornar a nossa associação sindical mais FORTE, imprimindo maior vitalidade à classe.

7-   Cooperação

  • Com CARLOS SANTOS na presidência não tenho dúvidas de que, ao nível da cooperação, a AJOC ganhará nova dinâmica. As relações com organizações como a UJAO, a Media Press Foundation da Africa Ocidental, a Federação dos jornalistas da CPLP, com as entidades nacionais e com as embaixadas acreditadas em Cabo Verde, sairão reforçadas.
  • Acredito que a sua presidência tudo fará para que mais jornalistas cabo-verdianos conheçam mais instituições europeias, americanas, da CPLP e da CEDEAO.
  • Acredito que a presidência do CARLOS SANTOS tudo fará para transformar a AJOC num membro efectivo da FIJ.

8-   Plataforma Eleitoral

Pelas ideias expostas nos COMPROMISSOS PARA TRANSFORMAR A AJOC NUM SINDICATO FORTE, acredito que a Plataforma Eleitoral do CARLOS SANTOS será a mais rica, confiável e realizável.

9-   AJOC / Academia

  • Com CARLOS SANTOS na presidência não tenho dúvidas de que a AJOC vai-se aproximar cada vez mais da academia e a academia da AJOC.
  • Consegue aliar a sua actividade profissional com a de investigador, por isso acredito que é o candidato melhor posicionado para estimular as universidades nacionais a montarem cursos de especialização para jornalistas e equiparados, cursos de Ciências de Comunicação e de Jornalismo para efeitos de complemento do grau de licenciatura e viabilização de acções de formação ou de reciclagem para operadores de imagem e foto-repórter.

10-              Homem de causas

  • Com CARLOS SANTOS a conduzir os destinos da AJOC nos próximos três anos, tenho a plena certeza de que o sindicato que nos representa estará à altura das suas responsabilidades. Ele é um HOMEM DE CAUSAS, que não precisa da AJOC para se projectar, nem tão pouco como escudo protector.

Pelas razões acima expostas, e uma vez que a AJOC vai precisar de um líder forte, visionário e de ideias inovadoras, considero o CARLOS SANTOS a pessoa certa para presidir, neste momento, a Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde.

Por isso, caro amigo e colega convido-o a juntar-se a nós neste grande desafio de transformar a AJOC num Sindicato ainda mais FORTE.

 



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar