Pub

 h silves

Há algum tempo que me dosiei em escrever artigos de opinião com o meu rosto estampado. Desta vez a causa merece a consequência.

O vate da literatura cabo-verdiana, João Vário, escreveu isto no seu romance maior (pseudómino G.T. Didial), 'O Estado Impetinente da Fragilidade': "Certos homens desperdiçam a eternidade dos outros porque não conquistam a própria vez" (página 6).

Acontece amiúde. Cambadas de incompetentes com o dedo indicador em riste à cata de culpados para o seu insucesso, fiascos e/ou falhanços. Pessoas pequenas, minúsculas, ínfimas. Nada a ver comigo. Nunca militei-me em nenhum partido. Critico, sugiro, contesto, dou ideias que valem ou não. Indiferente nunca! Partidarizado nunca! Se as pessoas pensam o contrário é porque não me conhecem.

Há 22 anos que sou jornalista. É informação para uns xis e memória para outros tantos. Mas isso não vem ao caso, pretendo com este texto 'desenhar' para alguns quadrados eleitos umas ideias na sequência da declaração do deputado do MpD por Santiago Sul, Emanuel Lopes, no Parlamento, segundo a qual o jornal Santiago Magazine tem estado a apontar candidatos à Câmara Municipal de São Domingos do lado mpdista da questão.

Digo de pronto: é completamente falsa a afirmação do deputado. Mentiu feio, porque em momento algum, nem eu, Hermínio, nem o jornal Santiago Magazine, de que sou director, teve intervenção, sugestão ou seja lá o que for nesse "arroz com todos" que está a ser cozinhado em São Domingos com muitos candidatos do MpD para suceder a Clemente Garcia já no seu primeiro mandato.

A sondagem a que o deputado refere foi feita por uma página no facebook, da qual sequer sou amigo, chamada Djunta Mon pa Sãodomingos. O Santiago Magazine fez a notícia, sim, com base nesses nomes que apareceram nessa página. Nota de realce: o texto deste jornal fez menção a todos os putativos candidatos, sejam do PAICV, sejam do MpD, logo, a afirmação do deputado não colhe.

O problema do senhor deputado é que vieram a surgir outros nomes, nas fileiras do MpD, que não estavam na sua equação e que o Santiago Magazine trouxe a público em primeira mão: Mike Silves e José Dâmaso Furtado, personalidades que não foram tidas em conta pela sondagem do Djunta Mon pa Sãodomingos por razões que esta página digital saberá esclarecer. Repito, nada a ver com Santiago Magazine.

Mas esta parece ser uma receita já engendrada pelo MpD que não sabe aceitar opiniões oriundas de fontes que julga serem da oposição política, como as notícias do Santiago Magazine. Tudo o que afecta o MpD tem origem no PAICV, ou seja, é como se não existisse - e existe, mas, que pena, não percebem - uma sociedade civil que reivindica, manifesta-se e até bloqueia a caravana do primeiro-ministro (aconteceu em Sâo Vicente). Às vezes parece que o Governo/MpD vive num micro-cosmos só seu, sem que haja uma oposição que faz existir pluralidade, sem a pluralidade que faz a democracia, e sem a democracia que faz o estado de direito. Pior, passa essa ideia aos seus cabos que às vezes nos confronta e afronta, ora com elevação ora com intimidação. Ou o presidente do MpD não sabe o que se passa - é grave, porque não conhece nem sabe com quem está relacionado - ou sabe e apoia estas atitudes. Eu prefiro acreditar na primeira opção, porquanto ainda sou optimista em relação ao meu país.

E tudo isto, caramba, por causa de uma 'fake new' do deputado Emanuel Lopes, que, em pleno centro do poder, na principal arena política e mediática, resolve atacar Santiago Magazine e a minha pessoa. Porque lhe faltou argumentos, porque não soube interpretar a lingua portuguesa de que é professor, porque procura um bode expiatório para os problemas de São Domingos. Porque é pequeno e nem percebe que Santiago Magazine é um jornal de cariz nacional, longe de 'qui pro quos' de narcisistas que nos levam a nenhures.

Eu, o jornal Santiago Magazine e a sociedade civil vamos todos continuar a escrutinar os nossos dirigentes, que são nossos funcionários, os quais acreditamos um dia que seriam, de facto, nossos representantes no Parlamento.

As verdades doem, mas curam.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # tibernau 07-12-2019 05:17
Caro e ilustre jornalista,

Hermínio Silves,

Longe de mim questionar os seus argumentos aqui esplanadas para atacar um militante do MPD, até porque não li o artigo referenciado aqui escrita anteriormente, mas há uma coisa que me intriga.

Deixa a sensação, meu caro e ilustre jornalista a quem estimo muito e tiro chapéu, não deixa perder uma única oportunidade em bater no MPD.

Quero perguntar-lhe meu ilustre jornalista e não quero lhe dizer.

Quer fazer o MPD o seu SACO de Boxe?

Não lembro ter lido artigos apimentado em relação aos outros militantes dos outros partidos, que sei que o ilustre jornalista conhece e bem, que não são santos.

Aliás são mais parecidos com diabos de que com santos, ou então são santos diabólicos

Tenho dito
Responder
0 # os novos ricos 17-11-2019 16:58
desconheço esse factos,mais um JORNALISTA "não pode ser ,indiferente nunca !!
Responder
+3 # Munícipe SD 16-11-2019 16:07
Parabéns Caro Hermínio Silves! É pena que este artigo aos olhos de ignorantes que se armam em politicos não passam de lamúrias. Pseudo-de[censurado]dos, pseudo-presidentes e vereadores! Não se pode fazer uma crítica que já te categorizam como Partido Amarelo, és filho de A, logo não podes ter uma opinião diferente! Caraças, ainda enchem a boca para falar do curriculum? Não têm é vergonha! Como "Doutor" que julgam ser, é escusado de falar sobre o curriculum! Deixem que o vosso discurso o digam... Mas como o vosso discurso os caraterizam como um mero estudante liceal, que não vai ao quadro de honra, tentam ludibriar o povo! Por favor... Ponham-se a jeito...
Responder
0 # ze carlos 16-11-2019 15:54
Bom eu acho que alguem fez isto de má fé. nhumano é um professor que orgulha Sao Domingos, já formou muitas gerações com provas dadas. deixem de falsidades e faltar respeito a pessoas que deram suas vidas ensinando os outros e contribuindo para um cabo verde melhor. força nhumano, quem nao deve nao teme.
Responder
0 # Alice Goncalves 16-11-2019 10:40
O de[censurado]do Nho Mano envergonha os Saodomingueenses. Conhecido como professor mais perguicoso que passou pelo Liceu com nome de Ano Novo. Entra na sala, senta-se até o final da aula. Não prepara lições, faltava muito as aulas com grande prejuízo aos alunos. Felizmente a política ajudou o Liceu a libertar-se. Tanto assim não tem credibilidade e como prova disso é o resultado de sondagens para encabeçar a lista de MpD em São domingos tendo ficado em quarto lugar com apenas 5 percento contra a sua principal adversária, Isa Costa com 51 percento. Perante esse resultado nega que seja candidato e agora imporsiona Miky Silves para a corrida na condição de fazer parte da lista juntamente com Francisco Rocha e Jorge . Vergonha.
Responder
0 # ze carlos 16-11-2019 15:57
minha senhora meio tustão nao tem troco, fica rediculo falar mal de pessoas, que todos reconhecem o seu percurso profissional
Responder
+1 # Dispa _ La - Te 16-11-2019 09:52
Excelente Sr. Silves. Esta de parabéns.
Responder