Pub

CaboVerdeTurismopraia

Os preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019, resultado superior em 0,6 pontos percentuais (p.p.) face ao valor registado no trimestre anterior.

Segundo os dados do Índice de Preços do Turismo (IPT), divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a variação trimestral observada foi de -6,6%, inferior em -8,0 p.p. e de sentido contrário ao valor registado no trimestre anterior (1,4%), reflexo do padrão de sazonalidade deste indicador.

No segundo trimestre de 2018, indicou a mesma fonte, esta variação igualmente negativa tinha sido menos intensa, situando-se 0,8 p.p. abaixo da actual.

Os dados indicam que houve uma variação homologa de – 5,2%, nas classes dos Hotéis, Cafés e Restaurantes, isto é, 0,7 p.p. acima da que se verificou no trimestre anterior.

A componente do alojamento que corresponde a 70,1% da despesa turística com especial destaque para os Hotéis registou uma contribuição negativa (-7,0 p.p.) de sinal idêntico à do trimestre anterior, mas de menor intensidade (-0,5 p.p.), enquanto a restauração, cujo peso representa cerca de 28,8% da despesa turística, pelo contrário, apresentou uma contribuição positiva (1,8 p.p.) ligeiramente mais forte (0,1 p.p.) que a do trimestre anterior (Gráfico 2).

Os componentes Restaurantes (1,87 p.p.) e os Hotéis-Apartamentos, indicou o INE, tiveram uma contribuição marginalmente positiva (0,005 p.p.), enquanto os componentes Cafés Bares e Similares (-0,07 p.p.) e Pensões (-0,01 p.p.) apresentaram contribuições negativas.

O INE explica estes resultados com a consequência de movimentos sazonais de natureza mensal, com particular incidência na componente de Alojamento.

A nível das ilhas, Santo Antão, Sal, Boa Vista e Santiago apresentam variações trimestrais de sinal negativo (respectivamente -0,9%, -6,1%, -7,9% e -0,6%), que de acordo com a mesma fonte determinaram fortemente o movimento no IPT Nacional.

A actividade turística nestas ilhas corresponde a cerca de 97,8% da actividade a nível nacional.

As ilhas de Santo Antão e Santiago registaram um comportamento de quebra no nível dos preços face ao trimestre anterior com contribuições para a taxa de variação homóloga trimestral do IPT marginalmente negativas (-0,03 p.p. e -0,01 p.p. respectivamente).

As ilhas da Boa Vista e do Sal apresentaram marcadas contribuições negativas para variação homóloga trimestral do IPT total (- 4,26 p.p. e -2.48 p.p., respectivamente).

A ilha de São Vicente correspondeu a uma contribuição marginalmente positiva para o IPT total de 0,002 p.p., que não atenuou significativamente as contribuições negativas das restantes ilhas.

A nível de variação trimestral, indicou, todas as ilhas determinaram pelas suas contribuições o andamento do IPT Total com valores mais marcados para a Boa Vista e Sal.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar