Pub

Cabo Verde Triangle Trail1

Cabo Verde Triangle Trail, agendado para Outubro, promete trazer a Santo Antão, palco da “etapa rainha” deste evento desportivo e turístico, entre duas e três centenas de turistas praticantes de caminhadas de montanha e de “trail run”.

A previsão é da empresa “In Totum”, promotora desse evento, para o qual estão já inscritos “algumas” dezenas de participantes além de Cabo Verde, provenientes, de Portugal (sobretudo, de Açores e Madeira), França, Espanha, Itália e Bélgica.

O representante desta empresa, Rui Marques, avançou que Cabo Verde Triangle Trail aposta na participação de atletas já muito conhecidos do mundo do “trail”, os quais terão a possibilidade de ver o potencial que Santo Antão apresenta para esse modelo de evento, uma ilha, a seu ver, com “ambientes muito naturais, paisagens bem reservadas e que possa proporcionar experiências únicas”.

A “Ilha das Montanhas”, que recebe a terceira etapa do Cabo Verde Triangle Trail, já é vista na Europa como sendo uma região “com grande potencial” para esse tipo de prova, segundo Rui Marques, para quem o propósito é trazer à esta região “centenas” de turistas que, depois, possam levar o nome de Santo Antão e de Cabo Verde aos seus países de origem.

A partir de Setembro, segundo o responsável, a organização concentra na montagem da logística e da parte operacional, com a realização de acções de formação do staff que estará envolvido nesse certame.

Cabo Verde Triangle Trail, que decorre de 24 a 30 de Outubro, é um produto desportivo e turístico, em forma de circuito de “trail run”, composto por três etapas, que serão realizadas nas ilhas de Santiago, Fogo e Santo Antão.

Cada etapa integra três percursos (10, 17 e 33 quilómetros).

Os participantes vão percorrer as três ilhas, sempre em parques naturais, ou seja, em Serra Malagueta (Santiago), Serra da ilha do Fogo e no parque natural de Cova/Ribeira da Torre/Paul (Santo Antão).

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar