Pub

 alfandegas

Obras já arrancaram e, segundo o Governo, visa melhorar a qualidade do serviço e do atendimento na secção de Pequenas Encomendas no Porto da Praia.

“Estas obras visam transformar num Guiché Único, com o objectivo de reduzir os custos inerentes aos múltiplos expedientes relacionados com o desembaraço de pequenas encomendas, reduzindo também e simplificando os devidos procedimentos burocráticos”, diz o Governo na sua página oficial. 

O Executivo espera que com o funcionamento do Guiché todos esses expedientes passem a ser tratados num único sítio, à base do sistema informático Sidonia World, que actua a partir de uma base de dados.

As obras, que terminam dentro de dois meses, irão transformar o espaço actual num guiché único de atendimento ao público, onde a Alfândega e a Enapor vão partilhar o mesmo espaço físico.

Para além desta inovação, a Alfândega irá alargar a prestação de serviços de Pequenas Encomendas para o Armazém B, como forma de se abranger o maior número possível de clientes atendidos diariamente - antes, todo o processo de desembaraço de cargas era efectuado apenas no Armazém A.

Estas obras que deram inicio no Serviço de Pequenas Encomendas, fazem parte do “Projecto Gestão de Atendimento” da Direcção Nacional de Receitas do Estado (DNRE), e do Plano estratégico da DNRE no horizonte 2017 a 2019.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar