Pub

Ministro Economia Encontro AAC

A Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) afirma que Cabo Verde, em matéria de segurança operacional civil, está entre os cinco melhores em África, num total de 54 países.

Quem o diz é o ministro dos Transportes e Economia Marítima, José da Silva Gonçalves. O governante fez este anúncio em declarações esta quarta-feira, 13, à margem de um encontro com o presidente do conselho de administração da Agência de Avaliação Civil (AAC) com que se reuniu para falar sobre uma missão da ICAO que esteve no arquipélago a avaliar Cabo Verde em termos de parâmetros da segurança operacional.

“Cabo Verde saiu com as melhores pontuações, ultrapassando até as expectativas, e é um dos cinco países em África que está neste patamar, pelo que a ICAO só regressará ao país para mais uma avaliação daqui a dois ou três anos, atendendo o bom resultado”, afirmou o ministro.

Para além de Cabo Verde, no grupo dos países melhores avaliados afigura-se a África do Sul, a Mauritânia, o Togo e o Egipto, tendo o governante esclarecido que em termos de segurança da aviação civil falta ao arquipélago a instalação da “Comissão para Prevenção e Investigação de Acidentes (CPIA), que já está em curso.

José da Silva assegurou igualmente que já há recursos para o efeito, já dispõe de um presidente recrutado a base de concurso, sendo que a seguir será a implementação da Agência Nacional de Prevenção e Investigação de Acidentes que deverá ser aprovado pelo Conselho de Ministros, “dentro de um par de meses”.

Esse entendimento tem também o presidente da AAC, João Monteiro, para quem se esta agência estivesse instalada, Cabo Verde teria “melhores resultados”, ressaltando que este aspecto não depende da Agência de Aviação Civil, mas que passa sobretudo pela intervenção do Governo.

“Cabo Verde, realmente, teve excelentes resultados que seriam até melhores se tivéssemos conseguidos pôr a funcionar a Agência Nacional de Prevenção e Investigação de Acidentes, que não entrou para o processo desta avaliação, mas provavelmente entrará para as próximas auditorias”, observou.

Em relação às recomendações por parte da ICAO, o responsável assegurou que Cabo Verde, neste momento, não representa um estado de prioridade para a organização, tendo em conta os “resultados muito positivos”.

“As recomendações são sempre no sentido de se melhorar cada vez mais a capacidade de intervenção e regulação no sector da aviação civil e contribuirmos para, a cada dia, se melhorar o sistema de protecção civil em África, que é a região na qual pertencemos, e no mundo”, disse.

Cabo Verde, neste momento em África, encontra-se como o melhor no grupo dos cinco mais bem qualificados, assim como a nível mundial encontra-se “muito acima da média a nível de qualificação”.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # apartidário 14-06-2018 17:18
Desconsidere-se esse comentário, porquanto estava destinado a outro tema que por lapso foi associado a este outro.
Responder
0 # apartidário 14-06-2018 12:39
O "Rei" Odisseu com a sua cambada de séquitos desorientados está a levar o "barco" para coordenadas que nada corresponde com a da "amada e prometida ilha Ítaca".

Terminal de cruzeiros!? Outra forma mais de acalmar as hostes saudosistas da ilha de Monte cara, depois de entregar de bandeja o Super ministro (José Gonçalves), quando o próprio tinha dito no inicio da legislatura em São Vicente, que o terminal de cruzeiros não era uma prioridade para o Governo.
Sinal talvez de que as coisas a nível de governação não estão correndo muito bem, havendo a necessidade de repensar a estratégia, que nesse caso passa unicamente por satisfazer caprichos disparatados dos saudosistas do Norte.

Tenho dito!
Responder