Pub

Selecção de futebol Fuebol de praia

A selecção nacional de futebol de praia iniciou esta tarde a sua participação nos I Jogos Africanos de Praia com uma goleada histórica de 14-6 sobre a Guiné Equatorial. Nas outras partidas também houve resultados desnivelados.

Num jogo que contou com a presença de uma boa moldura humana, com a claque da casa bastante ruidosa, ainda por cima com o reforço da torcida das hostes senegalesas, Cabo Verde dominou o jogo do início ao fim, não obstante a boa réplica dos equato-guineenses.

A equipa crioula venceu todos os três períodos de 12 minutos cada, resultado que deixou moralizado o seleccionador Pulido Brito “Pú”, que reafirmou a candidatura de Cabo Verde ao ouro, alegando que os jogadores estão determinados em jogar com o objectivo focado no ceptro.

O técnico promete a mesma garra para o jogo de quinta-feira, desta feita diante da Argélia, como forma de encurtar o caminho para a materialização do objectivo assumido.

No outro jogo desta poule, realizado esta manhã, o combinado nacional de Marrocos levou de vencida a Argélia, num dérbi da “Magrebe” por 7-3.

Já para o outro grupo, a Nigéria bateu o Quénia por 12-04, ao passo que Senegal venceu o Djibuti por 13-0.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar