Pub

Foi o primeiro atleta cabo-verdiano a conquistar uma medalha de prata (2013) e de ouro (2015) numa competição mundial, o atleta paralímpico Márcio Fernandes anunciou há algumas horas atrás, na sua página pessoal do facebook, o fim de uma carreira que certamente ficará nos anais da história do desporto nacional.

Para trás o atleta deixa 20 anos de carreira no atletismo e várias conquistas, entre as quais a conquista da medalha de ouro como campeão do mundo (Campeonato do Mundo IPC-Desporto adaptado) disputado em Doha, Dubai, em 2015 e a medalha de prata no mesmo campeonato em 2013, as primeiras medalhas de sempre do país numa competição mundial.

Márcio Fernandes é também medalha de ouro e recordista africano em lançamento de dardo (56,24m), a mesma marca com que ganhou o campeonato do mundo e ultrapassou o recorde anterior africano que também lhe pertencia (53,87m). Foi também medalha de prata africano nos 200m e representou Cabo Verde em várias competições, incluindo os Jogos Paralímpicos de Londres (2012) e Rio de Janeiro (2016),

Numa mensagem sentida, Márcio alega ser esta decisão fruto de “muita reflexão”, e deixa entender que as dificuldades financeiras ao longo desses anos terão pesado na decisão. “Mas este é o momento em que após muita reflexão tive a certeza que não estariam reunidas as condições ideais para prosseguir com um trabalho serio e rigoroso, tendo tomado a decisão de abandonar. A partir de agora terei novos desafios, mais foco na família, assim como novos projetos profissionais com vista a um futuro sustentável”, reflete o agora ex-atleta.

Márcio deixa ainda uma palavra de apreço aos cabo-verdianos e ao país considerando que ”foi uma enorme honra e prazer representar Cabo Verde, foi com orgulho e grande satisfação que contribui de alguma forma para o engrandecimento desse grande pais”. E afirma a sua disponibilidade para continuar a colaborar “e compartilhar toda a minha experiencia com as gerações do futuro, e dessa forma dar continuidade às grandes conquistas para o desporto cabo-verdiano conseguidas nestes últimos anos”.


Veja na íntegra a mensagem de Márcio Fernandes aqui https://www.facebook.com/marcio.fernandes.148

E recorde o momento da atribuição da primeira medalha de ouro mundial atribuída a um atleta cabo-verdiano, Márcio Fernandes, aqui, no mundial INAS de Doha, Dubai, em 2015.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar