Pub

Cabo Verde Show 40Anos Carreira2

Ismael Lo, Yuri da Cunha, Looney Johnson, Boy G. Mendes e Beto Dias vão estar no mesmo palco para comemorar o aniversário da banda. É dia 21 de Outubro, na Praia.

Os Cabo Verde Show, uma das bandas mais marcantes das décadas de 80 e 90, fazem anos. Quarenta. Um número redondo que a JM Produções decidiu abrilhantar, promovendo uma série de shows que percorrerão vários países por onde o grupo criado por Manu Lima e Boy G. Mendes fez sucesso.

O primeiro espectáculo acontece na cidade da Praia no dia 21 de Outubro, com alto patrocínio da Presidência da República. Já estão garantidas as presenças do senegalês Ismael Lo (conhecido do grande público cabo-verdiano pela participação com Cesária Évora na música África Nossa,), do excêntrico e dançante angolano Yuri da Cunha (Kuma kwa ké ou Atchu Tchucha) além de Boy G. Mendes, um dos fundadores do grupo, Beto Dias, Suzana Lubrano, Nando da Cruz e Looney Johnson.

Segundo João Miranda, da JM Produção, o concerto dos 40 anos anos dos Cabo Verde Show segue depois para a Europa onde tem já agendado um espectáculo no dia 28 de Outubro em Portugal e no dia 4 de Novembro na Holanda – para Espanha falta ainda marcar a data. Detalhe: para esses concertos vão actuar Jacob e Jocelyne Béroard dos Kassav. “Manu Lima, fundador dos Cabo Verde Show, orquestrou e tocou com muitos artistas africanos, como Ismael Lo ou Olivier Ngoma. E trabalhou com Jocelyne Beroard, aliás foi ela quem fez coro na célebre canção Oh Milena”, realça Miranda.

O proprietário da JM Produções anuncia outros espectáculos comemorativos dos 40 anos de Cabo Verde Show ainda este ano nos Estados Unidos, em Novembro, e em Janeiro de 2018, no Senegal, terra natal dos fundadores da banda que cantou a imortal música Teteya.

Criado em 1977 por Boy Gé Mendes, seu irmão Jean-Claude, Luís Lima e Manu Lima, o grupo Cabo Verde Show rapidamente se estabeleceu como um dos grandes difusores da diáspora cabo-verdiana, disseminando o seu sucesso pelo arquipélago e pelo resto do mundo, nomeadamente na Holanda, França, Portugal, EUA, entre outros.

Com o uso de sintetizadores e a assimilação de diferentes ritmos, criaram um estilo peculiar que influenciou directamente o zouk das Antilhas, que teve o seu apogeu em Cabo Verde. Com a saída de Gerard Mendes (Boy G. Mendes), o grupo incluiu o inconfundível René Cabral como vocalista e integrou anos mais tarde Nando da Cruz.

Detentores de um estilo próprio e inconfundível, os “Cabo Verde Show” têm sido ultimamente, presença assídua em festivais e concertos em Cabo Verde.

Da discografia da banda constam 17 álbuns que lhes granjearam uma legião de fãs em Cabo Verde e no resto do mundo, bem como vários prémios e gestos de reconhecimento por parte das autoridades nacionais e estrangeiras. Em 2015 o grupo foi nomeado para a categoria de “Prémio Carreira” nos Cabo Verde Music Awards (CVMA).

Após um período de sete anos longe dos estúdios, o grupo está, neste momento, a preparar um novo disco. Um single sairá antes do lançamento de mais um álbum dos Cabo Verde Show.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar