Pub
Por: Selson Batalha
 Selson Batalha1
 
Puezia:
E kel marasia di mar na nariz di tudu Berdianu 
E kel katxupa ki tradu la na ferbura 
E kel mantega baka ki ka stramadu ku nada
E kel papa ki ka kemau séu di bóka 
E kel sorizu franku na bóka nos kriolas 
 
Puezia:
E kel bindi kuzkuz di midju tera
Tudu palmanhan riba nos meza
E kel petu kenti di kretxeu na tudu madrugada
E kel mel di kana preta la na garafon grandi 
E boli grandi xeiu leti kabra pa pui ku kamoka
frio
 
Puezia:
E xinti kel kalor kenti di petu di mai
E sta riba kel pratu arós pintadu ku sapatinha
E kel kaldu banana berdi ku agu koku 
E kenta na bera brasa na tenpu friu
E perdi na un ilha disertu ku bu menbra
 
Puezia:
E pâpia ku nhas mosinhus di fesibuki
E tudu sorizu nos minunus na tenpu d'azua
E kel tenteren sabi ku kaldu galu tera rafogadu 
E kel txitxarinhu fritadu la di Portu Rincón 
E kel batuku finkadu ki ta treme kurason
E kel gaita finadu na konpasu ferinhu 
 
Puezia:
E kel strubon ki ronka na altu kutelo babosa
E kel arku da bedja na séu di Kabu Berdi
E kel txeru padja modjadu na tenpu simentera 
E kel norma kantadu na voz di Gardénia 
E kel luta di KABRAL pa liberta nos povu    
 
           Puezia:
           E kel panela xeiu speransa
           E kel noti di bon sonhus
           E kel fartura na bariga nos meninus
           E kel educason ki no erda de nós grandi 
 
Puezia e amor
Puezia e paz di spritu 
Puezia e vivênsia nos infansia 
Puezia e korda ku xintidu dentu bu surizu
 
DATA: 23 DI JANERU 19
ORA: 22:50 DI NOTI


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar